Preso ganha liberdade provisória, anda 50m e mata idosa

Painel Político Revista - https://revista.painelpolitico.com

Ele invadiu uma casa em frente ao local onde recebeu a tornozeleira eletrônica

Um ex-presidiário foi preso em flagrante em Curitiba minutos após receber a liberdade provisória na quarta-feira (20). Depois de colocar a tornozeleira eletrônica na Vara de Execuções Penais, ele andou 50 metros até o outro lado da rua, invadiu e roubou uma casa e matou uma senhora de 72 anos.

O suspeito de latrocínio tem 25 anos e esteve na casa da idosa por cerca de 20 minutos no momento do crime, de acordo com o sistema de monitoramento de tornozeleiras do Departamento Penitenciário do Estado do Paraná (Depen). Ele foi preso em flagrante circulando próximo da residência. O jovem já tem um histórico de crimes contra o patrimônio, sendo roubo um deles.

O corpo da idosa foi encontrado por volta das 9h pelo cuidador de 20 anos, que vivia em uma edícula na casa e foi encaminhado à delegacia para prestar depoimento. Ela era cadeirante, não era casada e não tinha filhos. Foi estrangulada com um moletom que lhe pertencia. A família relatou à polícia a falta da televisão, do celular e de joias da vítima – os parentes contam que ela guardava na residência joias avaliadas em R$ 3 milhões.

“Crime de ousadia pela localização, em rua bastante movimentada, na frente da Vara de Execuções Penais. Local sem cerca eletrônica, não era local de difícil acesso. Local bem movimentado e requer ousadia por parte do assaltante”, afirmou a delegada Camila Cecconello, da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) da Polícia Civil ao jornal A Gazeta do Povo.

LEIA TAMBÉM

Mulher é torturada, ameaçada de morte, estuprada e roubada pelo ex

Painel Político Revista - https://revista.painelpolitico.com

Agressor chegou a cortar o cabelo da mulher e picotou várias roupas dela

Uma mulher de 20 anos foi torturada, ameaçada de morte, xingada, estuprada e teve pertences roubados pelo ex-namorado, em Nova Iguaçu , na Baixada Fluminense. O crime contra Mylena Santos Andrade aconteceu na última sexta-feira (15), e Dyone Willian Silva Da Conceição , de 28 anos, foi preso na segunda (18).

De acordo com a delegada Mônica Areal, titular da Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam) de Nova Iguaçu, responsável pelo caso, na segunda, Dyone não podia mais ser preso em flagrante pelos crimes de tortura, ameaça, injúria e estupro , já que havia passado mais de 48 horas para o flagrante ser feito. No entanto, como ele foi encontrado com pertences da vítima, foi enquadrado em flagrante por apropriação indébita.

“O crime aconteceu na casa dele, no bairro Nova Brasília. Eles ficaram juntos por seis meses, mas já não namoravam mais”, conta a delegada. “As agressões aconteceram porque ele não aceitava a separação e disse que ela o traiu”.

Ao prestar depoimento na delegacia, no entanto, Dyone negou que tivesse feito algo contra Mylena. Mas os policiais encontraram no telefone dele uma mensagem em que ele debochava das agressões que fez.

“Antes dela sair lá de casa arrebentei ela na porrada, picotei todo o cabelo dela e (ela) ainda saiu sem levar uma peça de roupa. Cortei tudo na tesoura e ainda fiquei com o celular dela como garantia”, dizia a mensagem. E foi o que os agentes acharam na casa do homem: o celular da ex e roupas delas cortadas.

No momento em que foi encontrado, Dyone gritou, para passar a impressão de que estava sendo agredido pelos policiais. Mas, segundo a delegada, tudo não passou de um blefe; assista no vídeo. 

Durante a investigação do caso, a titular da Deam de Nova Iguaçu descobriu que o homem já possuía passagem pela polícia por outros crimes enquadrados na Lei Maria da Penha contra a ex. “Além do flagrante por apropriação indébita, ele também vai responder por ameaça, estupro, tortura e injúria”, Areal completa.

LEIA TAMBÉM

Homem mata a namorada a facadas, manda mensagem para a família dizendo que ‘fez besteira’ e se mata

Painel Político Revista - https://revista.painelpolitico.com

De acordo com a Polícia Militar, casal discutiu por ciúmes durante a madrugada deste domingo (17)

Um homem matou a namorada a facadas e depois usou a mesma faca para se matar durante a madrugada deste domingo (17), em Itaberaí, a 92 km de Goiânia. De acordo com informações da Polícia Militar, a suspeita é que o casal tenha discutido por ciúmes.

Ainda segundo a PM, o homem, de 31 anos, chegou a enviar mensagens para uma prima afirmando que tinha “feito besteira” e que aquele seria seu “último dia”.

A polícia também informou que parentes foram até a casa do casal, no Residencial Recanto das Rosas, e chegaram a arrombar o portão na tentativa de impedir que o homem tirasse a própria vida, mas, quando chegaram ao local, ele já estava morto.

De acordo com a PM, uma equipe foi até o local e isolou a casa durante a madrugada. Via G1

LEIA TAMBÉM

Homem mata a namorada a facadas, manda mensagem para a família dizendo que ‘fez besteira’ e se mata

Painel Político Revista - https://revista.painelpolitico.com

De acordo com a Polícia Militar, casal discutiu por ciúmes durante a madrugada deste domingo (17)

Um homem matou a namorada a facadas e depois usou a mesma faca para se matar durante a madrugada deste domingo (17), em Itaberaí, a 92 km de Goiânia. De acordo com informações da Polícia Militar, a suspeita é que o casal tenha discutido por ciúmes.

Ainda segundo a PM, o homem, de 31 anos, chegou a enviar mensagens para uma prima afirmando que tinha “feito besteira” e que aquele seria seu “último dia”.

A polícia também informou que parentes foram até a casa do casal, no Residencial Recanto das Rosas, e chegaram a arrombar o portão na tentativa de impedir que o homem tirasse a própria vida, mas, quando chegaram ao local, ele já estava morto.

De acordo com a PM, uma equipe foi até o local e isolou a casa durante a madrugada. Via G1

LEIA TAMBÉM

Ela nasceu de novo: homem tenta atirar mais de cinco vezes contra esposa, e arma falha; assista

Painel Político Revista - https://revista.painelpolitico.com

Antes de fugir, ele ainda acerta coronhada na companheira dentro de um comércio da família. Crime aconteceu no interior do Amazonas

Dentro de um comércio da família, um homem conversa com outra pessoa em frente ao caixa enquanto sua esposa está atrás do balcão. Em certo momento, ele puxa uma arma e aponta, à queima-roupa, a pistola na cabeça da companheira. Ele tenta atirar várias vezes, mas a arma falha. O momento foi flagrado por câmeras de segurança e o suspeito foi preso.

O caso aconteceu na cidade de Itacoatiara, localizada a 127 km de Manaus. Pelas imagens é possível ver, e também segundo testemunhas, que foram mais de cinco tiros que ele tentou efetuar enquanto estava livre e de frente para a mulher. Em todas as vezes a arma falhou.

Duas outras mulheres estão na cena e assistem à tentativa. Uma delas consegue puxar o homem e desvia ele da mira, logo quando a pistola funciona e dispara o primeiro e único tiro. Ela não consegue dominar o suspeito por muito tempo e logo ele se volta, novamente, à sua esposa.

A esposa cobre o rosto e abaixa o rosto, ainda na mesma posição atrás do caixa, quando o homem tenta efetuar outro tiro, com a arma colada na cabeça. A arma falha, mais uma vez, e o marido acerta uma coronhada na vítima antes de sair da loja.

Ele foi preso preventivamente nesta terça-feira (12), pela Delegacia da Mulher do município, depois de a vítima fazer a denúncia e levar o vídeo como prova. Via G1

LEIA TAMBÉM

Assaltante infarta e morre durante roubo a posto de combustível

Painel Político Revista - https://revista.painelpolitico.com

Caso aconteceu em Volta Redonda, no sul do Rio de Janeiro, na segunda (11). Demais suspeitos saíram a pé do local do crime após a morte do comparsa

Um assaltante identificado como Leonardo Diego Soares de Carvalho, de 24 anos, infartou e morreu durante um assalto a um posto de gasolina localizado em Volta Redonda, no sul do Rio de Janeiro, de acordo com informações do Diario do Vale. O caso aconteceu na noite desta segunda-feira (11).

Leonardo estava na condução de um Gol na cor cinza, sem emplacamento, que estacionou  no posto de combustíveis . Os demais assaltantes abordaram os funcionários e levaram todo o dinheiro do caixa, um total de R$ 1,5 mil.

Ao voltar para o carro, os assaltantes perceberam que Leonardo estava desacordado e fugiram a pé, deixando o corpo de jovem no veículo.

O resultado da necrópsia está sendo elaborado no Instituto Médico Legal (IML), para onde o corpo de Leonardo Diego foi encaminhado. O delegado titular da 93ª DP (Volta Redonda), Wellington Vieira, é o responsável pelo caso. 

Técnicos do Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE) realizaram uma perícia no veículo usado pelos assaltantes. A procedência ainda não foi determinada e está sob a investigação da Polícia Civil. 

O gerente e os funcionários do posto prestaram depoimentos na delegacia. Um exame de papiloscopia foi realizado no carro na intenção de identificar e deter os suspeitos do assalto.

LEIA TAMBÉM

Polícia prende “promoter” de 23 anos suspeita de roubar R$ 31 mil com ‘Boa Noite, Cinderela’

Painel Político Revista - https://revista.painelpolitico.com

Mais seis pessoas também são investigadas

A Polícia Civil prendeu na manhã desta segunda-feira, 11, uma promoter de 23 anos, suspeita de roubar R$ 31 mil com o golpe “Boa Noite, Cinderela” em uma casa noturna da Vila Olímpia, na zona sul de São Paulo. Ela foi alvo da “Operação Morfeu”, deflagrada pela 1ª Delegacia Seccional (Centro), que cumpriu o mandado de prisão temporária contra a mulher. Mais seis pessoas também são investigadas.

O caso que deu origem à investigação aconteceu há cerca de 45 dias. Segundo a Polícia Civil, a jovem teria ido sozinha à boate e procurado por homens com sinais de embriaguez. A vítima foi um executivo baiano, de 37 anos, que teria sido dopado pela suspeita.

Após deixar o homem incapaz de reagir, ela teria conseguido contratar um empréstimo consignado de R$ 30 mil usando o aplicativo do celular da vítima. Também conseguiu fazer outras transações financeiras e distribuiu os valores roubados para contas bancárias de seis pessoas diferentes.

“A vítima acordou na Avenida Paulista às 8 horas da manhã, sem saber onde estava ou por que estava ali. (O homem ficou) totalmente fora de contexto, havia apagado em um ponto de ônibus”, disse o delegado Roberto Monteiro de Andrade Junior, titular da 1ª Seccional.

Segundo os investigadores, a suspeita nega que tenha sedado o executivo. “Ela diz que induz a pessoa a consumir tequila, que tem alto teor alcoólico, e isso leva a pessoa a ficar nesse estado. Mas isso não condiz com a realidade, nós temos certeza que ela coloca alucinógeno, sim.”

Os destinatários das transferências foram alvo de mandados de busca e apreensão nesta segunda. No decorrer do inquérito policial, eles podem ser indiciados por associação criminosa. “Essas pessoas foram levadas para a delegacia hoje e foram ouvidas. A princípio, falaram que foram aliciadas para ganhar um porcentual do valor depositado, mas isso ainda requer investigação para ver se é verdade ou não”, afirmou o delegado Fabio Daré.

A mulher trabalha como promoter de uma empresa em Guarulhos, na Grande São Paulo, e foi presa em casa na zona leste da capital. Ela vai responder por crime de roubo circunstanciado, que prevê pena de quatro a dez anos de prisão.

Em depoimento, a promoter alegou ter realizado o “Boa Noite, Cinderela” pela primeira, segundo a Polícia Civil, mas os investigadores acreditam que ela pode estar ligada a outros golpes. Neste ano, a região central já registrou 28 casos semelhantes, segundo dados da Seccional. Via Estadão Conteúdo

LEIA TAMBÉM

Adolescente de 16 anos é morta pelo namorado com tiro na testa

Painel Político Revista - https://revista.painelpolitico.com

Jeferson Silva de Carvalho teria atirado em Glicia Kely de Jesus Almeida por ciúmes e fugiu logo em seguida

Uma adolescente de 16 anos foi morta a tiros pelo namorado, na tarde deste domingo, no Morro dos Macacos, na Zona Norte do Rio. Glicia Kely de Jesus Almeida foi alvo de um disparo dado na cabeça, na altura da testa por Jeferson Silva de Carvalho, 31.

Ele teria atirado na namorada por ciúmes, fugindo do local logo em seguida.De acordo com a delegada Cristiane Carvalho, da Delegacia de Homicídios da Capital (DHC), que investiga o caso, o crime aconteceu por volta das 15h na escadaria conhecida como Santuário.

Moradores da região encontraram o corpo da menina caído no local e, por ser área de risco, o levaram para a esquina da Rua Senador Nabuco com a Silva Pinto, um dos acessos à comunidade.”Ele alegou que o disparo foi acidental. Mas ela foi atingida na testa e ele não prestou socorro, vindo a fugir da comunidade”, conta a delegada, que fez a prisão em flagrante de Jeferson, nesta madrugada. “Ele foi encontrado na calçada da 20ª DP (Vila Isabel) e responderá pelo crime de feminicídio, cuja pena pode chegar a 30 anos de prisão”.

O corpo de Glicia foi levado até um dos acesso da comunidade – Reprodução / Internet

Em seu depoimento na delegacia, Jefeson disse que faz parte do tráfico do Morro dos Macacos, como “mula”, quem faz o transporte de drogas. Ele, que é conhecido como Jefinho na organização criminosa, já tem duas passagens pela polícia, por porte de drogas e furto. 
“Testemunhas informaram que o autor era violento e que já havia agredido a vítima por várias vezes, mas ela nunca denunciou à polícia”, a delegada afirma. “Já em seu depoimento, ele disse que que era muito ciumento, pois a vítima era bonita e muito mais nova que ele”.

A adolescente tinha 16 anos – Arquivo Pessoal

FAMÍLIA REVOLTADA – A família de Gleici está revoltada com a morte da menina. Diversos parentes da menina se manifestaram pelas redes sociais sobre o caso.

“Falar em feminicídio, é falar de uma epidemia. É falar de uma cultura de violência. É falar de uma sociedade patriarcal onde a mulher é encarada como objeto. Falar de um sistema de regulação de corpos. É falar da sexualidade vigiada das mulheres. É falar de reservas de espaço publico e privado a partir da representação de gênero. Temos que ter em mente que o reconhecimento das lutas das mulheres não começa com promulgação de lei. Pelo contrario, o movimento sofre uma derrota”, uma prima desabafou.”Meu Deus, por que isso? Mais uma perda na família”, outra familiar lamentou. Via O DIA

Casal trocou declarações pelas redes sociais momentos antese do crime – Arquivo Pessoal

Leia também

PM se nega a pagar R$ 5 e mata guardador de carros na frente do filho, de 12 anos

Painel Político Revista - https://revista.painelpolitico.com

De acordo com relatos de moradores, policial saía de bar na altura do número 2185 da Avenida Brás de Pina quando baleou quatro flanelinhas no local

O guardador de carros Sérgio Souza Junior, de 40 anos, foi morto com um tiro no peito por volta de10h deste sábado em Vista Alegre, no Rio de Janeiro. O autor do disparo foi um PM que mora na região e se negou a pagar o valor de R$ 5 cobrado pelo flanelinha.

De acordo com relatos de moradores, o policial saía de um bar na altura do número 2185 da Avenida Brás de Pina quando tudo aconteceu. Além de Sérgio, outros dois guardadores de carro e o flanelinha Wesley Ferreira, de 24 anos, também foram baleados. Wesley passou por cirurgia no Hospital Getúlio Vargas, na Penha. Após o crime, o PM foi levado preso para a Delegacia de Homicídios da Barra, que será responsável pelas investigações e não forneceu outras informações sobre o caso.

Policial atirou contra flanelinhas na Avenida Bras de Pina

“Esse policial é conhecido aqui na área”, afirmou Marco Antônio Simões, primo de Sérgio. “Ele saiu do bar brigando com a mulher e já se negou a pagar flanelinhas em outras ocasiões”, garantiu.

Após o assassinato, amigos e familiares de Sérgio organizaram um protesto na altura do número 2271 da Avenida Brás de Pina por volta de 1h. A manifestação controu com a participação de cerca de 30 pessoas e chegou a interditar a via por 15 minutos. Cerca de 10 agentes do 41º BPM (Irajá) foram acionados e desobstruíram a pista de forma pacífica.

Conhecido pelo apelido de Gangster, Sérgio mancava em função de um acidente de moto recente e estava prestes a se aposentar por invalidez. Testemunhas relataram que ele foi morto na frente de seu filho de 12 anos de idade.

LEIA TAMBÉM

Pedreiro tem pênis atingido por ácido; ex é suspeita do crime

Painel Político Revista - https://revista.painelpolitico.com

Caso aconteceu na última quarta-feira (6) em Ribeirão Preto, interior de São Paulo. A vítima segue internada e, até o momento, não tem previsão de alta

Um pedreiro de 45 anos teve seu pênis atingido por ácido na última quarta-feira (6) em Ribeirão Preto. Segundo o UOL, a principal suspeita de cometer o crime é a ex-namorada da vítima. O homem foi salvo pelo vizinho que o levou para o hospital para avaliação do comprometimento do órgão. A vítima segue internada sem previsão de alta.

Segundo os policiais, o homem relatou que a ex-namorada jogou o material abrasivo enquanto ele dormia. Segundo boletim de ocorrência, o órgão ficou “derretido, sem pele e com danos visíveis”.

Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto
DivulgaçãoHomem foi socorrido por vizinho, que o levou ao hospital.

A suspeita pode responder por lesão corporal, com pena prevista de três meses até um ano. Até o momento, a mulher segue foragida.

LEIA TAMBÉM