Câmara aprova Uber em Brasília

Easy Taxi e 99 podem anunciar fusão contra o Uber

Depois de sete meses de discussão e cinco horas de sessão, os deputados, finalmente, aprovaram o serviço de aplicativos de transporte individual, como o Uber e o de caronas, como o Blá Blá Blá. o Projeto de Lei nº 777/2015 foi aprovado na noite desta terça-feira (28/6) na Câmara Legislativa do Distrito Federal com várias emendas.

Entretanto, o tema mais sensível – a limitação da quantidade de veículos para o serviço – foi mantido com alterações. Os deputados fugiram da polêmica e deixaram a cargo do governo do Distrito Federal a restrição do número de carros. O Executivo terá 90 dias para regulamentar o serviço – definir critérios de funcionamento, quem pode participar e a quantidade de veículos permitidos na operação. A sanção também fica a cargo de Rodrigo Rollemberg.

A solução consensual encontrada pelos deputados foi decidida após uma reunião a portas fechadas. Por volta das 19h, a presidente da Casa, Celina Leão (PPS), chamou os parlamentares para uma conversa privada. Um grupo de deputados composto por Liliane Roriz (PTB), Cláudio Abrantes (Rede), Reginaldo Veras (PDT), professor Israel (PV) e Telma Rufino (sem partido) resistiu ao chamamento. Em seguida, Celina voltou ao plenário e pediu a participação dos parlamentares.

Às 20h20, os deputados voltaram da reunião com um consenso – a retirada da emenda 65 (que limitava a quantidade de Ubers a 1,7 mil, 50% da frota de táxi) e a aprovação da emenda 82, que deixa para o Executivo a obrigação de limitar o número de veículos que vão circular nas ruas do DF e ao Legislativo a função de cobrar a regulamentação em 90 dias.

Para agradar os taxistas, os parlamentares aprovaram uma emenda que permite aos taxistas que peguem os clientes na rua. Antes, esse mecanismo era proibido no Distrito Federal.

Embora a emenda 82 tenha sido aprovada por 17 a favor e sete contrários, a escolha não agradou os parlamentares. Na tribuna, Chico Vigilante (PT), criticou a escolha dos parlamentares. “Creio ser infeliz essa tese, pois está desconectada da realidade. O exercício de toda e qualquer atividade sempre foi e sempre será regulamentada pelo Poder Público. Aliás, outra não é a função do Poder Legislativo senão a de fazer normas para regular o modo como vivemos”.

CLIQUE AQUI PARA LER A MATÉRIA COMPLETA E OS VETOS, NO BLOG DE FLÁVIA MAIA

DF registra 712 desaparecidos no primeiro trimestre de 2016

Polícia Civil localizou 694 sumidos; 18 casos não foram resolvidos.
Mulheres representam 77% das estatísticas, segundo secretaria

Nos três primeiros meses deste ano, 712 pessoas desapareceram no Distrito Federal. Isso significa que de janeiro a março, oito pessoas foram reportadas como sumidas no DF por dia. No Brasil, a média é de uma pessoa desaparecida a cada 11 minutos.

Desse grupo, 533 pessoas foram localizadas pelas delegacias regionais do DF e 161 pela Delegacia de Combate a Sequestros. Em 46 registros, a polícia não conseguiu contato com a família. Até esta terça-feira (28), 18 pessoas seguiam sumidas.

Segundo a Secretaria de Segurança, o desaparecimento de mulheres entre 13 e 17 anos representa 77% dos casos. Em relação aos homens, os casos são mais frequentes com maiores de 50 anos, atingindo 78% do total, informa o G1/DF.

Um dos casos é o de Newton Almeida de Lima, um idoso de 80 anos, sumido desde maio. De acordo com a família, ele tem problemas de memória. O homem, que morava em Ceilândia, já sofreu quatro derrames. O último foi há um ano e meio, e desde então ele tem dificuldades para se lembrar de lugares e se expressar.

Ele tem 23 netos e dois bisnetos. Maranhense, veio para Brasília trabalhar como mestre de obras na época da construção da capital. “A gente acha que ele tenha tentado ir na casa dessa filha, de quem ele gosta muito. Alguns anos atrás ele conseguia ir lá de ônibus. Hoje ele não conhece os lugares, mas não aceita isso”, afirmou a filha Zeneide Ribeiro.

A família pede para que qualquer informação sobre Lima seja reportada pelo telefone 3568-4805. Casos de desaparecimentos podem ser informados à Polícia Civil, pelo telefone 197.

Temer sanciona reajuste de 21,3% na remuneração de servidores do Senado

Michel Temer vai ao Supremo a favor da concessão de rádio e TV a parlamentares

Um dos vetos refere-se à entrada em vigor da lei, que ocorreria na data de sua publicação, com efeitos a partir de 1º de janeiro de 2016

O presidente em exercício, Michel Temer, sancionou com vetos lei que reajusta em 21,3% a remuneração dos servidores do Senado Federal. Segundo a lei, o aumento será concedido em quatro parcelas anuais: 5,5%, a partir de 1º de janeiro de 2016; 5%, a partir de 1º de janeiro de 2017, aplicados sobre as tabelas vigentes em 31 de dezembro de 2016; 4,8%, a partir de 1º de janeiro de 2018, aplicados sobre as tabelas vigentes em 31 de dezembro de 2017; e 4,5%, a partir de 1º de janeiro de 2019, aplicados sobre as tabelas vigentes em 31 de dezembro de 2018.

Um dos vetos refere-se à entrada em vigor da lei, que ocorreria na data de sua publicação, com efeitos a partir de 1º de janeiro de 2016. Temer rejeitou o trecho alegando que “o dispositivo, se sancionado na presente data, representaria a concessão de reajuste com efeitos financeiros anteriores à data da entrada em vigor da lei, em afronta ao impedimento constante da Lei de Diretrizes Orçamentárias – LDO, em seu artigo 98, parágrafo 2º.”

Dessa forma, segundo a justificativa do veto, ao previr despesa não autorizada pela LDO, estaria em desacordo com o disposto no inciso II do parágrafo 1º do artigo 169 da Constituição. A nova lei está publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta terça-feira, 28. Com informações do Estadão Conteúdo.

Motorista dorme ao volante e acerta árvore na Epia Norte, em Brasília

ocorrencias policiais

Um jovem de 22 anos saiu da pista e bateu em uma árvore no final da noite desta segunda-feira (27) na Epia Norte, perto da Leroy Merlin, no Distrito Federal, depois de dormir ao volante. De acordo com o Corpo de Bombeiros, ele estava consciente quando foi atendido e relatava dores na coluna.

O rapaz foi transportado para o Hospital de Base por precaução. O acidente aconteceu no sentido Sobradinho, por volta de 23h15. A parte da frente do veículo ficou completamente destruída.

Chega ao fim greve dos médicos residentes de Brasília

Médicos do interior de SP cobram por cirurgias do SUS, diz denúncia

Eles recebiam uma bolsa no valor de R$ 2. 980,00 e cerca de R$ 800,00 em auxílio moradia. Agora, eles passam a receber R$3.330,43 de bolsa e mais 30% do auxílio

O jornal Correio Braziliense informa que terminou, nesta segunda-feira (27), a greve de médicos residentes da rede pública de saúde do Distrito Federal. Cerca de 900 profissionais exigiam o reajuste garantido pelo Ministério da Educação (MEC) em março deste ano, e estavam paralisados há duas semanas. O GDF encaminhou à Secretaria de Gestão de Pessoas um documento autorizando o pagamento do reajuste a partir deste mês. Os residentes recebiam uma bolsa no valor de R$ 2. 980,00 e cerca de R$ 800,00 em auxílio moradia. Agora, eles passam a receber R$3.330,43 de bolsa e mais 30% do auxílio.

egundo o presidente da Associação Brasiliense dos Médicos Residentes, Bruno Braga Borges, apesar do documento também indicar a possibilidade do pagamento do retroativo, desde o mês de março, o GDF não indica um prazo para esse acerto, sendo assim, os residentes devem entrar ainda nessa semana com uma ação judicial junto ao Ministério Público contra o executivo local. “Nós vamos esperar até o próximo dia 5, que é o dia do pagamento, se o acordo não for cumprido vamos paralisar 100% do efetivo de todas as áreas. Vai ser uma greve geral”, completa.

Durante estes 13 dias de afastamento, apenas 30% do efetivo atendiam nas áreas de pronto- socorro, urgência e UTI. Além dos hospitais de Base, Universitário, e Materno Infantil, também foram afetados pela paralisação os hospitais regionais da Asa Norte, Ceilândia, Taguatinga, Gama, Paranoá, Sobradinho e Planaltina.

Os residentes se reuniram em protestos e atos em frente ao Palácio do Buriti, Hospital de Base e Secretaria de Planejamento para pressionar a pasta. Até o momento da entrega do documento, para a Secretaria de Saúde não seria possível atender o reajuste pois ele não havia sido previsto na Lei Orçamentária do DF de 2016, acordada no ano anterior.

DJ Lucio Balla morre após ter um infarto e passar 15 dias na UTI

O músico tinha 38 anos. No hospital, foi constatado que ele estava com problemas no coração, pulmão e rins

Uma notícia triste para os frequentadores da noite brasiliense. O DJ Lucio Balla, um dos principais nomes da cena noturna local, morreu às 4h30 desta segunda-feira (27/6), após passar 15 dias internado na UTI do Hospital do Coração. Ele tinha 38 anos e sofreu um infarto. No hospital, foi constatado que ele estava com problemas no coração, pulmão e rins. As informações são do Portal Metropoles.

O velório do músico está marcado para terça (28/8), às 8h, na capela 1 do Cemitério Campo da Esperança. Às 10h30, tem início o enterro.

A família já vinha pedindo apoio para pagar os custos no hospital, que passavam de R$ 310 mil. Criada para levantar recursos para ajudar o DJ e amortizar as dívidas, a página Força Lucio Balla ainda está ativo e aceitando doações.

Em 7 de julho, no Espaço Secreto, amigos e DJs realizam a festa GO Balla, para incrementar as doações à família do artista e homenagear o músico. Os ingressos estão à venda por R$ 50 na Bilheteria Digital.

Veja o perfil do DJ Lucio Balla no Soundcloud.

Para saber a história completa, CLIQUE AQUI

Casal do DF vende suspiros para juntar dinheiro e se casar

Casal do DF vende suspiros para juntar dinheiro e se casar

Carolina Perfeito e Hélio da Silva Júnior pretendem conseguir até R$ 60 mil para cobrir gastos com festa, lua de mel e móveis para a casa nova

A repórter Carolina Bchara, do portal Metrópole conta a a história de Carolina Perfeito, 21 anos, e Hélio da Silva Júnior, 20, começou há pouco mais de dois anos. A estudante de administração e o fotógrafo especializado em festas tiveram o primeiro contato por meio da internet, prática que tem se tornado comum nos últimos anos. No entanto, o casal só se conheceu pessoalmente no início de 2016 — época em que começou a namorar e pensar nos preparativos para o casamento. Agora, eles vendem suspiros com o intuito de juntar dinheiro para a cerimônia, comprar os móveis da futura casa e viajar em lua de mel.

Em março deste ano, a irmã de Carolina convidou o irmão de Hélio para a comemoração do aniversário da mãe delas no Parque da Cidade. “Eu estava andando de patins, toda suada, quando vi que ele tinha ido com o irmão. Foi aí que nos conhecemos”, contou a jovem.

O namoro começou no mesmo mês, e, desde então, o assunto tem sido apenas o enlace. “Ele já me pediu [em namoro] falando que queria casar comigo, aí resolvemos vender os suspiros para ir juntando dinheiro”, explicou Carolina.

Além de comercializar o doce pelo DF, o casal aceita encomendas por telefone e WhatsApp — o pacote custa R$ 2. A meta é juntar R$ 60 mil para cobrir os gastos que terão com o casamento.

Serviço
Quem quiser experimentar o suspiro e ajudar o casal pode entrar em contato por meio dos números (61) 98103-3442 (Giselle) ou (61) 98129-1008 (Carolina/WhatsApp).

A história completa você lê na íntegra AQUI

PAINEL POLÍTICO vai ter redação também em Brasília

Coluna Painel Politico, jornalista Alan Alex

Jornalismo político que mais cresce em Rondônia vai ampliar debate e passa a produzir material direto da capital federal

No ano em que completou 7 anos de existência, PAINEL POLÍTICO passará a produzir conteúdo direto de Brasília, através da redação que inaugura na segunda-feira, 27 de junho. O projeto de crescimento também passa por melhorias na segurança do site e ampliação dos grupos de notícias via Whatsapp e Telegram.

No site a mudança será rápida. PAINEL POLÍTICO passa a ter certificação de segurança SSL, o endereço será acessado através do protocolo HTTPS, tal qual Google e Facebook. A mudança é uma segurança para os leitores, que terão a certeza de estarem navegando em um IP único, em ambiente seguro. A certificação adotada foi a mesma que é utilizada nos grandes portais, “a gente quer dar segurança para os usuários do site, e com isso também  ampliar nossa presença digital nos grandes portais de buscas, como Google, Big e Yahoo, que estão dando preferência à endereços seguros nas buscas”, explica o jornalista Alan Alex editor de PAINEL POLÍTICO.

A mudança deve acontecer ainda esta semana, e não afetará os usuários, já que o redirecionamento será automático.

Em uma estratégia de ampliação também registramos e já redirecionamos os domínios “Jornaldowhatsapp.com e Jornaldowhatsapp.com.br” para PAINEL POLÍTICO, devido as buscas por notícias em dispositivos móveis, que se tornaram cada vez maior, “aos poucos estamos ampliando nossos grupos de notícias, que já reúne leitores dos mais diversos pontos do país e até do exterior. As pessoas não tem mais tempo de ficar buscando informações, por isso adotamos a estratégia de levar as notícias”, disse o jornalista. Atualmente PAINEL POLÍTICO conta com 8 grupos de recebimento de notícias, um de debates e um de vendas.

Em Brasília

A implantação de um escritório em Brasília tem dois objetivos, um é o acompanhamento das ações políticas e o outro é a nacionalização do conteúdo, que passa a ser mais especializado e com foco abrangente. O noticiário seguirá pautas maiores, sem deixar de lado as questões regionais, que continuam sendo editadas no escritório de Porto Velho.

A tendência é ampliar cada vez mais o foco, levando dessa forma, notícias sem a necessidade de usar as grandes agências, “a idéia é a gente abrir um espaço maior, ser uma referência como os grandes sites especializados são atualmente. É um projeto ambicioso, mas não tenho dúvidas que vamos conseguir atingir essa meta. Atualmente somos referência em Rondônia e seremos também na capital federal”, explicou Alan Alex.

A partir de segunda-feira, 27, também volta à Coluna PAINEL POLÍTICO, já trazendo novidades direto de Brasília.

Jovem de 21 anos morre ao cair de sexto andar em prédio residencial

Jovem cai do sexto andar de prédio em Brasília

Equipes do Corpo de Bombeiros e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram acionadas no final da manhã desta quinta-feira (16/6) em Águas Claras (Brasília) para atender uma ocorrência de queda do Edifício Evidence, na Quadra 301. Segundo informações preliminares, um jovem de 21 anos caiu do sexto andar do prédio, que fica na Avenida Alameda Gravatar.

De acordo com o Samu, quando a equipe chegou ao local o jovem estava morto. O rapaz morava sozinho com a mãe no imóvel. A mulher ficou muito abalada e recebeu atendimento médico. A perícia da Polícia Civil foi acionada para determinar as causas do incidente, que será investigado pela 21ª Delegacia. A Polícia Militar também está no local.

O caso movimentou as redes sociais. Num primeiro momento, grupos de moradores de Águas Claras chegaram a receber postagens informando que uma criança havia caído e morrido, o que gerou forte comoção.

Com informações do Portal Metropoles

Funk rola solto no sistema de som do STF e causa constrangimento

Um fato inusitado chamou a atenção nos corredores do Supremo Tribunal Federal na última terça-feira. O prédio, onde até bem pouco tempo as mulheres sequer podiam usar calças, foi palco de uma situação constrangedora, quando o sistema de som começou a tocar um “pancadão”, deixando advogados, ministros e servidores atônitos e ruborizados.

Entre as faixas que tocaram por cerca de 40 minutos, tinha até o refrão “vai descendo gostosinho”.

A festa só acabou quando uma ministra do Supremo pediu vista da programação musical. Após condenação sumária do funk, os clássicos da MPB voltaram aos corredores da Corte.