Irmão da dupla Zezé e Luciano, Wellington Camargo é preso em Goiânia por não pagar pensão

Segundo Polícia Civil, irmão de Zezé e Luciano foi encaminhado à Central de Flagrantes e levado à unidade prisional de Senador Canedo, na Grande Goiânia

O cantor Wellington Camargo, irmão da dupla Zezé di Camargo e Luciano, foi preso, na terça-feira (29), por não pagar uma pensão alimentícia, em Goiânia. De acordo com a assessoria de imprensa da Polícia Civil, ele foi levado à Central de Flagrantes da corporação e, na sequência, foi encaminhado à Unidade Prisional de Senador Canedo, na Região Metropolitana da capital.

Wellington Camargo foi preso pela Polícia Militar na noite de terça-feira, no Jardim América, na região sul de Goiânia. O cantor se separou de Yara Silva em 2017. No registro do sistema da Polícia Civil, conforme informou a assessoria da corporação, consta que a prisão foi por dívida de uma pensão alimentícia, mas não revela a quem nem o valor.

O Tribunal de Justiça de Goiás (TJ-GO) informou que não tem como se pronunciar sobre o assunto, pois casos desta natureza tramitam em sigilo.

De acordo com a assessoria de imprensa da Diretoria Geral de Administração Penitenciária (DGAP), Wellignton seguia preso na unidade prisional de Senador Canedo até as 9h40 desta quarta-feira (30).

O advogado de Yara Costa Silva, ex-mulher de Wellington, informou por telefone que a prisão do cantor, neste processo, não tem qualquer relação com ela ou com o filho que os dois têm juntos. Segundo Carlos Eduardo Freitas Araújo, que diz ter tido acesso aos autos, a prisão é por dever pensão à filha de um outro relacionamento que teve antes de se casar com Yara.

Música

Morando atualmente em Goiânia, Wellington diz que passa a maior parte do tempo viajando, dedicando-se à carreira musical, que ele iniciou após o sequestro, no fim de 1999. Wellington tornou-se compositor sertanejo, mas agora também é cantor gospel.

Ele já lançou cinco CDs e vendeu mais de 3 milhões de cópias. Em um ano, somou mais de 180 apresentações pelo país.

Do G1/GO

Justiça do Rio manda soltar Doutor Bumbum

Cirurgião Denis Furtado responde a processo por homicídio doloso duplamente qualificado da bancária Lilian Calixto, e associação criminosa

O médico Denis Cesar Barros Furtado, conhecido como Doutor Bumbum , deixará a prisão, no Rio de Janeiro, ainda nesta quarta-feira (30). O cirurgião, que foi preso no ano passado, só aguarda a chegada do seu alvará de soltura ao Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu, na zona oeste do estado.

A decisão de soltar o Doutor Bumbum foi tomada pelos desembargadores da 7ª Câmara Criminal do Rio de Janeiro, nesta terça-feira (29). Denis estava preso preventivamente desde julho do ano passado, acusado de ser o responsável pela morte da bancária Lilian Calixto, ocorrida no mesmo mês, após a realização de um procedimento estético.

Em seu habeas corpus, os magistrados resolveram substituir a prisão por medidas cautelares como a proibição de deixar o Rio de Janeiro sem autorização da Justiça e de sair de casa à noite. O médico também deverá se apresentar periodicamente à Justiça e não poderá manter contato com outros investigados no caso.

Por sua vez, Denis Furtado nega as acusações . Ele afirma que, após o procedimento, Lilian estava lúcida e andando. O médico também afirmou que o local onde foi feita a cirurgia, a cobertura onde mora e para onde vai voltar agora com o habeas corpus, tinha condições adequadas para o procedimento, chamada de bioplastia .

Atualmente, o cirurgião amplamente conhecido nas redes sociais responde a processo por homicídio doloso duplamente qualificado e associação criminosa. Também são rés no mesmo processo a mãe dele, Maria de Fátima Barros Furtado, que também é médica; a secretária Renata Fernandes e a técnica de enfermagem Rosilane Pereira da Silva.

De acordo com o Ministério público, Lilian Calixto saiu de Cuiabá para fazer a bioplastia nos glúteos, na capital fluminense. O procedimento foi realizado no apartamento de Denis e, mais tarde, Lilian teve complicações e foi socorrida pelo próprio Denis para um hospital particular também na Barra.

Ele a deixou na unidade e foi embora em seguida . Lilian chegou em estado extremamente grave, mas ainda com vida, ao hospital. Ela foi atendida, mas não respondeu às manobras de recuperação e morreu horas depois. O procedimento com o Doutor Bumbum teria custado R$ 20 mil à bancária.

* Com informações da Agência Brasil.

Irmão da dupla Zezé e Luciano, Wellington Camargo é preso em Goiânia por não pagar pensão

Revista :: Tudo sobre tudo - https://revista.painelpolitico.com

Segundo Polícia Civil, irmão de Zezé e Luciano foi encaminhado à Central de Flagrantes e levado à unidade prisional de Senador Canedo, na Grande Goiânia

O cantor Wellington Camargo, irmão da dupla Zezé di Camargo e Luciano, foi preso, na terça-feira (29), por não pagar uma pensão alimentícia, em Goiânia. De acordo com a assessoria de imprensa da Polícia Civil, ele foi levado à Central de Flagrantes da corporação e, na sequência, foi encaminhado à Unidade Prisional de Senador Canedo, na Região Metropolitana da capital.

Wellington Camargo foi preso pela Polícia Militar na noite de terça-feira, no Jardim América, na região sul de Goiânia. O cantor se separou de Yara Silva em 2017. No registro do sistema da Polícia Civil, conforme informou a assessoria da corporação, consta que a prisão foi por dívida de uma pensão alimentícia, mas não revela a quem nem o valor.

O Tribunal de Justiça de Goiás (TJ-GO) informou que não tem como se pronunciar sobre o assunto, pois casos desta natureza tramitam em sigilo.

De acordo com a assessoria de imprensa da Diretoria Geral de Administração Penitenciária (DGAP), Wellignton seguia preso na unidade prisional de Senador Canedo até as 9h40 desta quarta-feira (30).

O advogado de Yara Costa Silva, ex-mulher de Wellington, informou por telefone que a prisão do cantor, neste processo, não tem qualquer relação com ela ou com o filho que os dois têm juntos. Segundo Carlos Eduardo Freitas Araújo, que diz ter tido acesso aos autos, a prisão é por dever pensão à filha de um outro relacionamento que teve antes de se casar com Yara.

Música

Morando atualmente em Goiânia, Wellington diz que passa a maior parte do tempo viajando, dedicando-se à carreira musical, que ele iniciou após o sequestro, no fim de 1999. Wellington tornou-se compositor sertanejo, mas agora também é cantor gospel.

Ele já lançou cinco CDs e vendeu mais de 3 milhões de cópias. Em um ano, somou mais de 180 apresentações pelo país.

Do G1/GO