PM deve cuidar de segurança, não de escolas, diz MP ao pedir inconstitucionalidade da militarização em RO

Já está sendo analisada pelo Poder Judiciário do Estado, a Ação Direta De Inconstitucionalidade impetrada pelo Ministério Público contra as leis e decretos que regulamentaram e aumentaram as escolas militares em Rondônia. A Ação foi impetrada pelo procurador-geral de Justiça, Airton Pedro Marin Filho, a pedido do procurador Rodney Pereira de Paula, do Centro de Apoio Operacional da Educação do Ministério Público. Há pelo menos seis grandes irregularidades, mas a principal é que não é função da PM comandar escolas.

Brasil e Bolívia discutem impasse de gastos com pacientes bolivianos em Rondônia

Pacientes bolivianos buscando tratamento no Brasil já não é novidade em Guajará-Mirim, cidade rondoniense que faz fronteira com Guayaramerín, na Bolívia. E o atendimento desses pacientes em estado grave no pronto socorro do Hospital Regional de Guajará causou um impasse entre autoridades dos dois países e foi tema de uma reunião na prefeitura. A intenção do encontro era de formalizar um acordo para que os gastos sejam divididos entre os dois países, já que no momento, somente o município brasileiro está arcando com as despesas.