CCJ adia mais uma vez votação do recurso de Eduardo Cunha

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara adiou mais uma vez nesta quarta-feira (13) a votação do parecer sobre o recurso do deputado afastado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) contra a aprovação do relatório final do Conselho de Ética a favor da sua cassação. Uma nova sessão foi convocada para as 9h desta quinta-feira (14).

A sessão foi encerrada sob protestos de parlamentares adversários de Cunha. Os deputados discutirem o parecer do deputado Ronaldo Fonseca (PROS-DF), que recomenda a realização de uma nova votação no Conselho de Ética para analisar o processo de perda de mandato (veja vídeo acima).

A decisão de adiar a análise do relatório na CCJ foi tomada poucos minutos após o presidente interino da Câmara, Waldir Maranhão (PP-MA), voltar atrás e marcar a sessão destinada a eleger o novo presidente da Casa para as 17h30.

Inicialmente, a votação estava prevista para 16h. Por volta de 15h55, foi lido em plenário comunicado do deputado do PP informando que ele havia remarcado a sessão para 19h. Ele, porém, recuou e estabeleceu o novo horário após pedido de deputados.

Protelação

Só duas horas e meia após o início da sessão o presidente da comissão, Osmar Serraglio (PMDB-PR), começou a chamar os oradores inscritos para debate do relatório. Isso porque os aliados de Cunha continuaram os esforços para retardar o trabalho da comissão e, com isso, prolongar o andamento do processo de cassação do ex-presidente da Casa.

O deputado afastado assistiu às falas, acompanhado de seu advogado, Marcelo Nobre, da mesa da comissão.

Anúncios
Painel Político, principal fonte de informações políticas de Rondônia. Com noticiário completo sobre economia, variedades e cultura.

Participe do debate. Deixe seu comentário