Chefe de gabinete da Petrobras em Brasília é afastado

O chefe do escritório da Petrobras em Brasília, José Eduardo Barrocas, homem de confiança da presidente da companhia, Graça Foster, deixou o cargo. Segundo O jornal O Estado de S. Paulo, Barrocas caiu por causa do seu envolvimento numa suposta trama para fraudar a CPI da Petrobras no Senado.

Ele aparece num vídeo, revelado pela revista Veja, no qual discute com dois colegas da empresa as perguntas que seriam feitas a atuais e ex-diretores da petroleira pelos membros da CPI.

Na gravação, Barrocas conta que enviara o “gabarito” com os questionamentos a Graça Foster. Desta forma, os depoentes teriam conhecimento prévio das perguntas que lhes seriam feitas pelos senadores da CPI.

O jornal apurou que Barrocas, que é funcionário de carreira, foi transferido para um cargo de assistente de Graça Foster no Rio de Janeiro.

Ele comandava o escritório da petroleira em Brasília desde 2012, quando Graça assumiu o comando da empresa. Antes disso, trabalhou com Graça na BR Distribuidora.

O jornal revelou na quarta-feira (27) que a Polícia Federal já investiga a suposta fraude na CPI. Barrocas irá prestar depoimento em setembro. O cargo em Brasília está vago, mas é ocupado interinamente por Antonio Augusto Almeida Faria, chefe de gabinete de Graça no Rio.

Fonte: R7

Anúncios
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário