Chuvas do Rio Beni já influenciaram Rio Madeira, segundo SIPAM.

As chuvas que caíram no final do mês de novembro e início de dezembro no Rio Beni (Bolívia) estão influenciando o Rio Madeira. O maior impacto é sentido entre Abunã e Porto Velho. Segundo a Coordenadora Operacional do SIPAM (Sistema de Proteção da Amazônia), Ana Cristina Strava, o Rio Madeira está acima da média para o período de cheia, mas dentro da normalidade.

As chuvas fortes na Bolívia ocorreram entre os dias 27 de novembro e 3 de dezembro último. Como o impacto no Rio Madeira é sentido até pós dez dias, o nível do rio subiu e deve continuar oscilando entre a média e a máxima históricas para esse período. Ana Strava explica ainda que estamos no período de chuvas na região e que a subida do rio é esperada.

A cota do Rio Madeira registrada pela CPRM nesta segunda-feira é de 9,72 metros. “A boa notícia é que o Rio Beni é rápido, sobre e desce rapidamente. Se não ocorrerem novos episódios de chuvas, a previsão é de continuar dentro da normalidade”.

Outros rios que impactam o Madeira são o Mamoré e o Guaporé, que no momento não apresentam elevação anormal, tanto que em Guajará-Mirim as águas do rio estão na média.
Fonte: RONDONIAGORA

Anúncios
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário