Coluna – “Confúcio nunca esteve lá”, diz seu vice sobre os demitidos de Bianco

Susto

Estava almoçando tranquilamente quando ouvi alguém gritando. Quase saltei da cadeira em posição de sentido. Quando olhei em volta vi que era a televisão ligada e estava passando o horário eleitoral gratuito e um candidato, que é oficial da Polícia Militar berrava com os eleitores tal qual grita com seus subordinados. Realmente, a coisa está fugindo ao controle. Pior foi a sequência, de candidato chamado “Bagunça” a “Bob Marley de Rondônia”. Sinceramente, é melhor que um show de standup comedy. Perde os candidatos que de fato poderiam estar apresentando propostas.

Curioso

É ver o candidato ao senado, Aluízio Vidal “apresentando” seus candidatos a deputado estadual. Eles não falam, se limitam a dar um sorriso amarelo e levantar o polegar.

Ataques

E a turma do PMDB de Confúcio Moura anda espalhando, via whatsapp um meme afirmando que o site Painel Político, que por acaso é meu, “não é confiável” e estaria “vendido para o Expedito”. Isso só pega os desavisados, porque quem acompanha meu trabalho sabe que teço críticas ao governo de Confúcio antes mesmo dele assumir o cargo. O mesmo posso dizer em relação a Júnior. Mantenho absolutamente todas as críticas que fiz em relação ao atual governo e continuarei fazendo. E farei também contra o próximo governante, seja ele quem for.

Falando em ataques

“Andava com roupas do Aqui Agora e passava férias em Vitória. E tinha uma empresinha de fundo de quintal. Hoje ele usa camisa importada da Ralph Lauren, calça Diesel e passa férias duas vezes por ano na Europa e tem posto de gasolina de Vilhena a Guajará-Mirim”. A fala é de uma ex-secretária do governo Confúcio a respeito de um candidato governista.

Fora do ar

E nesta sexta-feira o programa eleitoral de Confúcio ficou fora do ar nas rádios porque a peça veiculada não trazia o nome de seu candidato a vice, Daniel Pereira.

Chega de Confúcio

Vamos falar de seu vice, Daniel Pereira que nesta sexta-feira colocou o seguinte questionamento em seu perfil no Facebook, “onde estavam algumas figuras publicas (Deputados Federais e Senadores) quando foram demitidos injustamente 10.000 pais e mães de famílias em Rondônia. Ninguém se manifestou. Eu o Mauro Nazif, juntamente com os sindicatos, estávamos nas ruas, sofrendo com os servidores. Onde será que andavam os outros? Vocês sabem?”.

Bom

Sobre isso podemos perguntar, onde andava o deputado federal Confúcio Moura, que na época não fez nenhum tipo de questionamento ou defesa em prol dos demitidos, que ficaram meses acampados em frente ao Palácio Presidente Vargas esperando um milagre. Em resposta a essa pergunta Daniel respondeu, “O Confucio nuca esteve lá. Quem estava era eu o e Mauro Nazif. Também nunca vimos lá o Senador Moreira Mendes e o então deputado federal Expedito Junior”. Bom, se era para ajudar o Confúcio, não funcionou. Percebe-se então que ninguém estava lá muito preocupado com os demitidos, que só seriam reintegrados anos mais tarde, na gestão de Ivo Cassol. E por força de medida judicial.

Recordar é viver

Só para relembrar, naquela fátidica época eram deputados federais por Rondônia as seguintes figuras, Agnaldo Muniz (candidato agora ao mesmo cargo), Confúcio Moura (candidato a governo), Marinha Raupp (candidata a reeleição), Nilton Capixaba (candidato a reeleição), Expedito Júnior (candidato a governo), Oscar Andrade (vive atualmente em Minas Gerais), Carlos Cury (foragido por práticas ilegais na medicina), Eurípedes Miranda (fora da vida pública) e Sérgio Carvalho (falecido). Cury não foi eleito. Ele era suplente.

Procurando

Oficiais de Justiça estão à caça do deputado Kaká Mendonça para entregar uma intimação. Estão com dificuldades porque não o localizam na Assembleia e em Pimenta Bueno ele anda despistando a turma. Se alguém souber do paradeiro do deputado, pode ligar para o (69) 3217-1152 e pedir para falar na sala dos oficiais de Justiça. É só uma intimação, e não o mandado de prisão. Ainda.

Na segunda

25, os médicos de Rondônia escolhem os conselheiros federais para representar o Conselho Regional em Brasília. Atualmente o cargo é ocupado pelo médico Hiran Gallo, que vem prestando um serviço de extrema relevância para a classe e representa Rondônia com desenvoltura.

Providências

Painel Político havia feito alguns questionamentos sobre a atuação do Ministério Público Eleitoral nestas eleições. Em resposta a nossas observações, a Procuradora Regional Eleitoral Gisele Dias de Oliveira Bleggi Cunha enviou ofício a nossa redação, respondendo a nossas críticas, informando sobre as providências que foram adotadas (e eles estão apurando, de fato). Entre elas a questão da “gráfica fantasma”, distribuição de combustíveis em troca de votos, pedido de votos em cultos e eventos religiosos e a mágica financeira que alguns candidatos conseguem fazer, declarando ter gasto uma mixaria, tendo uma campanha ostensiva nas ruas.

Pelo documento

Podemos perceber que a vida da turma que anda fazendo mágica não vai ser fácil, e muita gente corre o risco de “ganhar e não levar”. Agradecemos as informações prestadas pela Procuradoria e informamos que vamos estreitar os laços, inclusive repassando para eles as denúncias que chegam até nós via whatsapp, telefone e email.

Para contatos

Fale conosco pelos telefones (69) 3225-9979 ou 9363-1909. Também estamos no Facebook.com/painel.político e no Twitter (@painelpolitico). Caso prefira, envie correspondência para Rua da Platina, 4326, Conjunto Marechal Rondon. Whatsapp 9248-8911.

Botox pode ajudar no tratamento de câncer de estômago, diz estudo

Um estudo publicado na revista “Science Translational Medicine” mostrou que a substância pode ser capaz de ajudar no combate ao câncer de estômago. Os resultados preliminares foram obtidos através de experimentos com camundongos. Ao aplicar as toxinas nos tumores dos animais, os pesquisadores descobriram que o botox consegue eliminar nervos em volta do tumor e, assim, conter a doença. O produto deixa ainda o câncer mais vulnerável à quimioterapia. O nervo vago, ou pneumogástrico, liga o cérebro ao sistema digestivo do corpo e tem papel fundamental no desenvolvimento de câncer no estômago. Cientistas acreditam que, uma vez cortada essa ligação, as chances de aparecerem tumores se reduziria – mas não é garantida a extirpação do tumor para sempre. Os cientistas ressaltaram ainda que as chances de desenvolvimento de tumores diminuem de forma proporcional a quanto mais cedo o botox for aplicado no paciente.

 

Anúncios
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário