Coluna – Diário da Amazônia complica campanha de Jaqueline

Exemplo

“Se o (José) Genoino pode sair (da cadeia) por causa do problema (de saúde) dele, eu posso também. Eu tenho uma prótese. Isso é muito pior”. A pérola foi dita pelo ex-médico que estava foragido no Paraguai Roger Abdelmassih, condenado a mais de 200 anos de prisão por ter estuprado pacientes em sua clínica de fertilidade, que era uma das mais badaladas do país. Infelizmente Abdelmassih tem razão. Nosso sistema judiciário, cheio de brechas, entendimentos, chicanas e outros malabarismos jurídicos permitem esse tipo de coisa. No Brasil de José Dirceu, Genuíno e Delúbio, Roger Abdelmassih é uma “vítima do sistema”.

Olhando uma reportagem

Sobre a prisão do ex-médico, vi algumas vítimas que estavam no aeroporto no momento em que ele desembarcou. Elas comemoravam sua prisão e diziam estarem aliviadas. Vale ressaltar algumas questões, apesar de ter ficado foagido, o ex-médico é de idade avançada e no Brasil ninguém fica preso mais de 30 anos. Uma série de atenuantes serão alegados pelos advogados e não creio, sinceramente que ele vá ficar preso por muito tempo. Se isso acontecer, é só porque ele não roubou dinheiro público.

Debate

Na próxima segunda-feira, 25, a TV Allamanda promove um debate entre os candidatos a governo a partir das 17h30min. Tem muita gente querendo saber se Ivo Cassol vai estar por lá. Na última vez que Ivo encontrou Expedito em um debate, nas eleições de 2010, houve bate-boca e faíscas. O senador coordena a campanha de sua irmã, Jaqueline. O debate será transmitido na internet pelo Rondoniaovivo.com para todo o Estado.

Na terça-feira

A OAB vai reunir os candidatos para uma sabatina. Os candidatos terão 10 minutos para falar sobre suas propostas e na sequência responderão perguntas sobre infra-estrutura, saúde, segurança, educação e cidadania. O evento será na sede da entidade e aberto ao público.

Essas

São duas boas opções para o eleitor rondoniense fazer uma avaliação sobre os candidatos majoritários e conhecer suas propostas e desenvoltura diante de questões mais complexas.

Capoeira

Os alunos do ensino fundamental e médio poderão aprender a jogar capoeira nas escolas. Um projeto do senador Gim (PTB-DF) reconhece o caráter educacional da capoeira e autoriza os estabelecimentos de educação a celebrarem parcerias para possibilitar cursos de capoeira. Em Rondônia, na cidade de Pimenta Bueno, a vereadora Scheilla Cassol já havia apresentado projeto semelhante que foi aprovado e já está sendo implementado.

Eleições 2014

Um outdoor de propaganda eleitoral que trazia imagens dos candidatos Padre Ton (PT), Mariley Novaky (PT), Itamar da CUT (PT) e Dilma Rousseff (PT) fixado em frente ao comitê de campanha do Partido dos Trabalhadores no município de Colorado do Oeste, foi considerado indevido para as normas eleitorais de acordo com uma decisão doTribunal Regional Eleitoral. A decisão foi deferida na tarde desta quinta-feira (21) pelo Juiz Eleitoral Auxiliar, Herculano Martins Nacif, e deu o prazo máximo de 6 horas para a retirada do outdoor, sob pena de multa diária no valor de R$ 1mil, limitada a R$ 20 mil.

Sem propaganda

Jaqueline e Ivone Cassol, além de Expedito Júnior tiveram suas inserções suspensas nas emissoras de TV. No primeiro caso, faltou os dizeres “propaganda eleitoral gratuita”, que não aparece nas peças publicitárias. Já Expedito, além das inserções de 30 segundos, perdeu um bloco do programa eleitoral, pelo mesmo motivo.

Mantida

A condenação do jornal Diário da Amazônia, que foi processado por Jaqueline Cassol por ter publicado, em setembro do ano passado, que a empresária havia sido presa por suspeita de ser a mandante da morte de sua então funcionária, Naiara Karine. O impresso havia sido condenado ao pagamento de R$ 20 mil por danos morais, recorreu da decisão através de embargos declaratórios e no último dia 19 o juiz de Direito Rinaldo Forti da Silva analisou recurso e sentenciou, “a modificação da sentença através de embargos de declaração somente é possível como consequência do efeito secundário do recurso, ou seja, quando em decorrência da omissão, contradição ou obscuridade, nascer a necessidade de modificação. No caso dos autos não há qualquer contradição”.

Na verdade

Cá entre nós, R$ 20 mil é uma miséria perto do tamanho do estrago feito pelo jornal. A matéria ficou na página principal da versão on-line do Diário por cerca de duas horas e circulou por todo o Estado rapidamente. A empresária havia estado na delegacia no dia anterior na condição de patroa da moça. O jornal deu um “ctrl+c / ctrl+v” em matéria de um site que se precipitou, dando embasamento a informação truncada. Jaqueline deveria recorrer para tentar aumentar o valor dessa indenização, já que essa “barrigada” vem lhe causando prejuízos, inclusive, como candidata ao governo.

Foi um boato

Sórdido que alimentou uma versão obscura de um crime que comoveu o Estado. É lamentável que algo dessa natureza tenha ocorrido, mas como candidata, apesar disso, Jaqueline não se deixou abater. Vem tratando do assunto com clareza e adotou medidas corretas a tempo. O prejuízo só não está sendo maior exatamente por ela ter adotado essa postura.

Advogados

Começou hoje (21) em Porto Velho a XII Conferência dos Advogados do Estado de Rondônia, organizada pela Diretoria da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Rondônia (OAB/RO) em conjunto com a Escola Superior de Advocacia de Rondônia (ESA/RO). O evento, que encerra nesta sexta, terá a participação de figuras importantes do universo jurídico brasileiro, como o secretário-geral nacional da OAB, Claudio Pereira de Souza Neto, do ex-conselheiro do CNJ, Jorge Hélio Chaves de Oliveira, dos ministros do STJ, Luis Felipe Salomão e Antônio Carlos Ferreira, e do ex-presidente nacional da OAB, Ophir Cavalcante Junior.

Fale conosco

Pelos telefones (69) 3225-9979 ou 9363-1909. Também estamos no Facebook.com/painel.político e no Twitter (@painelpolitico). Caso prefira, envie correspondência para Rua da Platina, 4326, Conjunto Marechal Rondon. Whatsapp 9248-8911.

Macarrão instantâneo aumenta risco de doenças cardíacas em mulheres

Barato, rápido e uma delícia. Dificilmente outro prato bate o macarrão instantâneo nos três quesitos. Mas um estudo publicado no “The Journal of Nutrition” apontou que o prato, saboreado duas vezes por semana, aumenta em 68% os riscos de problemas cardíacos em mulheres – logo agora que, promovido, o macarrão instantâneo começou a aparecer em cardápios de restaurantes, aparecendo em 18% mais menus de restaurantes americanos de 2013 para 2014, de acordo com a empresa de pesquisa da indústria de comida, Technomic. Esse efeito foi observado somente em mulheres. O autor do estudo, Hyun Joon Shin, da equipe de cardiologia clínica no Centro Médico da Universidade de Baylor e estudante de doutorado de epidemiologia de nutrição na Escola de Saúde Pública de Harvard, diz que uma razão provável é que as mulheres têm hormônios sexuais e metabolismo diferentes dos homens. Outro culpado pode ser a embalagem de macarrão instantâneo, que muitas vezes é forrada com o disruptor endócrino BPA, que pode mexer com o nível de estrogênio, o que pode, por sua vez, levar a alguns dos fatores de risco da síndrome cardiometabólica. Além de tudo isso, o macarrão instantâneo dificilmente é uma escolha saudável. Altamente processado, ele é muitas vezes preparado no óleo de palma para cozinhar rápido, além de ser carregado de sal, sabores artificiais e conservantes.

 

Anúncios
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário