Ficou assim

A comissão da Câmara de Vereadores tem um prazo de 30 dias para apresentar um relatório favorável ou contrário a aprovação das contas, já reprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado, do ex-prefeito Roberto Eduardo Sobrinho. A sessão de votação será aberta (vereadores terão que declarar seus votos). O relator é o vereador Jair Montes. Roberto tem que ter 14 votos favoráveis para que as contas sejam aprovadas na Câmara. O PT, legenda da qual Roberto faz parte, tem José Wildes, Sid Orleans, Fatinha (vice de Padre Ton) e Jurandir Bengala (eleito presidente e assume a partir do próximo ano). Ele conta ainda com Marcelo Reis (que foi seu líder) e Eduardo Rodrigues. Resta saber se esses irão votar a favor como vão se comportar os demais.

Próspera

Existem alguns lugares onde algumas pessoas encontram prosperidade com certa, digamos, facilidade. Em Rondônia, um desses locais é o município de Ouro Preto do Oeste, onde “o maná jorra das pedras”. A coisa é tão séria que o Ministério Público Estadual determinou abertura de inquérito para apurar o suposto enriquecimento ilícito por parte de servidores públicos que prestam serviço naquele município.

Também por lá

É uma terra de inovações. A prefeitura criou a “Assessoria Militar”, onde tiram serviço quatro policiais, sendo um capitão, um sub-tenente e dois soldados. Eles ficam à disposição do prefeito Alex Testoni. Interessante que Ouro Preto tem cerca de 36 mil habitantes e conta com um pequeno, para não dizer mínimo, efetivo policial que atende não apenas a zona urbana, como a rural e distritos. Coisas de uma cidade pujante.

Já por aqui

Os feirantes do Mercado Central estão reclamando de uma caixa de gordura que está cheia e sem tampa nos fundos do mercadão. A fedentina de esgoto toma conta do ar e nos trás a recordação que, em abril de 2010, após dois anos “fechado para reforma” e quase R$ 3 milhões de reais gastos, o ex-prefeito Roberto Sobrinho nos brindou com a obra. Interessante que, sete meses após a entrega do mercado, a rede de esgoto já apresentava problemas. Os banheiros do Mercado estão um nojo, praticamente impossíveis de serem utilizados.

Só para refrescar

Fora utilizados recursos de emendas parlamentares, dinheiro das usinas de Jirau e Santo Antônio e da própria prefeitura. Conforme disse, a obra levou dois anos para ser concluída e foi mais um dos serviços porcos executados pela ex-administração da cidade. Lamentável que só nos tenha restado aquilo. No mercado do KM1, situado na 7 de Setembro com Brasília, a situação não é diferente. O local não tem ventilação, é um galpão quente que parece um forno, tornando praticamente impossível circular durante o período em que o sol está mais forte.

Dia 30

A TV Rondônia deve realizar o debate entre os candidatos a governo. Uma série de regras impostas pela emissora quase inviabilizaram o evento, já que os advogados dos candidatos divergiram sobre o tema. Faltou pouco, muito pouco para que não ocorresse. Em função da data, 5 dias antes do pleito, esse debate deve ser ou muito morno ou muito quente. Eu apostaria na primeira opção, já que nenhum dos candidatos quer correr risco, o que é prudente.

Polêmica

Uma a cada cinco mulheres brasileiras faz aborto até os 40 anos. A constatação, de um estudo da Universidade de Brasília de 2010, nos remete a uma questão seríssima, a aprovação ou não do aborto no país. A questão envolve religião, questões morais e éticas e veio à tona nos últimos dias em função da divulgação da morte de duas mulheres que foram fazer o procedimento em clínicas clandestinas. Ambas já tinham filhos e optaram por interromper a gestação.

Na semana passada

Um homem foi preso na rodoviária de Porto Velho quando recebia, via encomenda, medicamentos abortivos. Os remédios vinham de Ouro Preto do Oeste, e na caixa a logomarca de um escritório de contabilidade. Não vou dizer o nome do santo, mas ele opera alguns “milagres” naquela obra do Espaço Alternativo. Ele foi enquadrado na lei de toxicos.

Voltando ao tema

O aborto sempre é tema de debates durante as eleições presidenciais, mas o problema nunca é de fato enfrentado. De certo mesmo, só o fato de que precisar ser resolvido, o que não podemos é continuar assistindo mães de família sendo morta nas mãos de carniceiros, e fomentando o mercado clandestino de drogas abortivas.

Tudo com está

Em Manaus esta semana, a candidata a presidência Marina Silva (PSB) afirmou que “a BR-319 não provou sua viabilidade para merecer o licenciamento ambiental e o asfaltamento de cerca de 400 quilômetros que estão abandonados”. E disse mais, “hoje tem muita gente querendo mostrar que é possível deixar 400 quilômetros de floresta virgem, asfaltar esses 400 quilômetros sem nenhuma atividade produtiva, e isso compromete uma questão: a viabilidade econômica. Se você diz que vai ocupar essa área, causando altíssimo impacto ambiental, isso cria o problema da inviabilidade ambiental. Então, é uma equação que precisa ser fechada, e, obviamente, não é feita por decreto do presidente da República”. Ou seja, deixa o mato tomar conta.

Campanha

A campanha eleitoral da presidente Dilma Roussef contratou o escritório de Nelson Canedo em Rondônia. Eles serão responsáveis pelas demandas no primeiro e segundo turno das eleições.

Para contatos

Fale conosco pelos telefones (69) 3225-9979 ou 9363-1909. Também estamos no https://www.facebook.com/alan.alex.pvh e no Twitter (@painelpolitico). Caso prefira, envie correspondência para Rua da Platina, 4326, Conjunto Marechal Rondon. Whatsapp 9248-8911.

Amigos acima do peso podem te fazer comer mais, diz estudo

Cientistas das universiadades de Illinois e Cornell, nos Estados Unidos, fizeram um experimento bastante polêmico, mas não tanto quanto o resultado dele. O estudo tinha como objetivo descobrir se jantar com pessoas acima de peso pode te fazer comer mais, e a resposta é: sim. Os pesquisadores utilizaram uma atriz que “se vestiu” de obesa para comer junto com um grupo de estudantes, e pediu uma grande porção de comida. Logo após, o grupo foi convidado para servir um prato, que poderia ser escolhido entre salada e massa. De acordo com o experimento, todos os estudantes que participaram, após observar o prato da atriz, optaram pela massa. Quando ela não estava presente, o grupo ficou mais inclinado a servir uma salada. A pesquisa foi relacionada a um estudo feito pela Universidade de Liverpool, em que nove em cada 10 pessoas abordadas não conseguiam dizer quando uma pessoa está acima do peso ideal. De acordo com os pesquisadores, quanto mais amigos obsesos você tem, menos capacidade de identificação desse problema você terá

Anúncios
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário