Coluna – Para o SINTERO, a educação de Rondônia deve ser a melhor do país

Falta planejamento

O ano de 2015 está na reta final e até agora o governo do Estado não apresentou um plano concreto para recuperar a economia e fazer o Estado crescer. Falta planejamento a médio e longo prazo. Os municípios, em sua maioria, estão quebrados, vivendo de repasses da União através do Fundo de Participação dos Municípios e esmolando asfalto ou obras simples de infraestrutura. Em cinco anos de Governo Confúcio tivemos um retrocesso de 10, se compararmos a seu antecessor Ivo Cassol.

Só para exemplificar

Até hoje o governo não conseguiu concluir sequer o Palácio Rio Madeira, obra iniciada em 2008, no segundo mandato de Cassol, com previsão de ser concluída em 2010. E quase foi. A ordem de serviço foi assinada em maio de 2008 e só não foi entregue no prazo devido ao boom da construção civil no Estado em função da construção das usinas, que cooptava todos os trabalhadores do setor. Mesmo assim, ao fim do governo, o prédio estava 85% concluído. 5 anos depois, o prédio está 90% pronto. Confúcio não tem equipe. Não tem gente preparada nem capacitada para dar andamento a coisas simples.

Quer outra?

Estamos com as obras do Espaço Alternativo paradas há quase um ano. O governo culpa o Tribunal de Contas, mas a culpa é do próprio DEOSP que não consegue desembaraçar uma situação relativamente simples. Enquanto isso, a estrutura que já foi erguida (superfaturada, mas erguida) se perde pela inoperância. Ao mesmo tempo, o Estado desperdiça recursos do PIDISE, um empréstimo feito junto ao BNDES para obras de infraestrutura, com asfalto eleitoreiro nos municípios, cuja responsabilidade é das prefeituras. Enquanto isso, as estradas estaduais estão se desmanchando pela falta de manutenção.

Nas redes sociais

Tudo parece funcionar às mil maravilhas. Confúcio se cercou de uma rede de puxa-sacos que falam o que ele quer ouvir o tempo todo e não atenta para a realidade. Esta semana falavam sobre os “avanços na educação” e é possível ler comentários do tipo “é indiscutível governador o quanto a Educação no estado de Rondônia já melhorou. A estrutura física das escolas é outra (reformas, construção de quadras, reparos climatização)”, quando isso não passa de uma fantasia. Dias atrás, aqui mesmo em Porto Velho alunos foram às ruas exigir a instalação de aparelhos de ar-condicionado nas salas de aula. E o cenário se repete em todo o Estado. Se você conversar com qualquer professor, vai ver que além do básico, que é a funcionalidade das escolas, tem a questão da valorização profissional, que é secundária para o governo.

Curiosamente

O Sintero, tão combativo no governo Ivo, simplesmente desapareceu na gestão Confúcio Moura. Ninguém ouve mais falar do sindicato que vivia em greve, querendo tudo ao mesmo tempo agora. É como se Rondônia tivesse se transformado no paraíso dos educadores. Os professores, pelo visto, estão sem voz. Ou então, de fato, a educação no Estado “avançou à passos largos” #sqn.

Porém

A velocidade de nomeações e criações de grupos de trabalho impressiona. O Diário Oficial do dia 5 trouxe nada menos que 18 páginas de nomeações em cargos comissionados. O Diário Oficial do dia 6 trouxe à criação de outro grupo de trabalho, alegando como finalidade “dar suporte à Mesa de Negociação Permanente – MENP”. O subsídio base do grupo para cálculo de remuneração é de R$ 18 mil, a coordenadora já sai ganhando R$ 9 mil (50%) e os demais 40, 35 e 30%. O problema é que deve sair uma errata na próxima edição do Diário estabelecendo 50% para todos, já que os subsídios devem ter tratamento isonômico. Duvido nivelarem em 30%.

Ano que vem

Teremos a corrida eleitoral nos municípios e ai, novamente, para tudo. O governo vai estar preocupado em eleger prefeitos e vereadores para conseguir uma base política para 2018, quando teremos eleições gerais. E é nos municípios que a briga é maior. Quem tem a chave do cofre larga na frente, daí os programas de asfaltamento urbano. Para quem não sabe ou não lembra, foi isso que deu a eleição do ex-diretor do DER Lúcio Mosquini, que só fazia obra onde prefeito e vereadores declarassem apoio a ele e a Confúcio. E o cenário vai se repetir. Como o coronel bombeiro, até onde se sabe, não tem pretensões políticas, deve rodar do cargo em breve para dar espaço a alguém que esteja pensando em se eleger. Ou vai que ele próprio seja picado pela mosca azul e resolva se candidatar.

Reconhecimento

A Justiça Eleitoral de Rondônia apresentou e aprovou uma moção de gratidão e agradecimento à Gisele Dias de Oliveira Bleggi Cunha, pelo seu destacado trabalho, comprometimento com a ética, e por inúmeros atributos que a caracterizam a frente da Procuradora Regional Eleitoral. A moção foi proposta pelo juiz e Ouvidor, Juacy dos Santos Loura Júnior, que concorre à presidência da OAB, e acolhida com unanimidade por toda Corte.

Loura Júnior

Tomou posse em janeiro deste ano representando a OAB na Corte Eleitoral e assumiu a ouvidoria ainda em seu primeiro mandato como juiz eleitoral.

Efeito cascata

No dia em que o Congresso não conseguiu pela segunda vez se reunir para votar vetos que poderiam causar um impacto bilionário aos cofres públicos e dias após a presidente Dilma Rousseff ter reduzido o próprio salário e dos ministros em 10%, uma comissão da Câmara aprovou um aumento de 16% no subsídio dos ministros do STF (Supremo Tribunal Federal). A proposta, que passou na Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público, eleva o salário dos ministros de R$ 33.763,00 para R$ 39.293,38 e, de quebra, sobe o teto de remuneração do funcionalismo público em todo o País, gerando um efeito cascata para a União, Estados e municípios.

R$ 4 milhões

A pedido do Ministério Público do Maranhão, a Justiça bloqueou 4,1 milhões de reais em bens da ex-prefeita de Bom Jardim, Lidiane Rocha (PP). As empresas A. O da Silva e Cia LTDA e A4 Serviços de Entretenimento e seus proprietários também tiveram os bens bloqueados, no valor de 1.377.299,77 reais e 2.788.446,67 reais, respectivamente, por supostamente participarem de esquema de corrupção. A decisão saiu no dia 21 de setembro, mas só foi divulgada nesta quarta-feira. A “prefeita ostentação”, como ficou conhecida, está presa desde o dia 28 de setembro no quartel dos Bombeiros da capital maranhense. As informações são da Veja.

Crise no transporte

O Rondoniagora informa que o coordenador municipal de Transporte da Semtran, Everton Kemp, confirmou a contratação emergencial de 50 ônibus junto a Empresa Rovema para atender usuários do transporte coletivo da Capital. De acordo com o diretor, a municipalidade vai pagar R$ 400 por cada veículo. Ainda de acordo com a Semtran, o serviço emergencial vai funcionar das 6 às 23 horas, sem custos para o usuário e atenderá as zonas Leste, Sul e o Bairro Nacional. Para garantir segurança, a Prefeitura informa que acionará a PM.

Via O Antagonista

Um grupo de parlamentares acusa o presidente da Câmara Eduardo Cunha de ferir o decoro parlamentar e a imagem da Câmara dos Deputados por ter mentido sobre a titularidade de contas bancárias na Suíça. O pedido de abertura de processo de cassação é encaminhado à Corregedoria da Câmara. Abaixo, a imagem do documento:

Representação contra Eduardo Cunha
Representação contra Eduardo Cunha

Clínica Mais Saúde informa: Encontrar amigos pessoalmente reduz risco de depressão

Pessoas que encontram amigos e familiares pessoalmente pelo menos três vezes por semana correm um risco menor de desenvolver depressão, em comparação com aqueles que mantêm apenas contato virtual. É o que diz um estudo publicado recentemente no periódico científico American Geriatrics Society. Os pesquisadores, da Universidade do Michigan, nos Estados Unidos, acompanharam 11.000 adultos, com mais de 50 anos, ao longo de dois anos. Os resultados mostraram que indivíduos que encontravam amigos e parentes apenas uma vez por semana tinham 11,5% de chance de ter sintomas de depressão após dois anos. Em compensação, aqueles que encontravam os entes queridos pelo menos três vezes por semana corriam um risco de 6,5%. Apesar do contato pessoal reduzir o risco de depressão independente da idade do participante, os pesquisadores descobriram que pessoas entre 50 e 69 anos se beneficiam mais do contato com amigos, enquanto para aquelas com mais de 70 anos, o contato com crianças e familiares terá maior impacto. Embora o estudo tenha sido realizado com pessoas com mais de 50 anos, os autores acreditam que os resultados beneficiam a população em geral. “O contato pessoal pode ser considerado medicina preventiva, assim como tomar vitaminas regularmente”, ressaltou o autor, à revista americana Time.

Anúncios
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário