Com corte de verbas, FAB sugere que autoridades voem menos para casa

O contingenciamento do orçamento na área da Defesa atingiu em cheio as atividades operacionais e de treinamento da Força Aérea Brasileira (FAB). Em 2016, o esforço aéreo – como são chamadas as horas de voo empregadas ao longo do ano – será 30% menor que em 2014, por falta de dinheiro para cobrir as despesas, principalmente combustível, informa o repórter Leonardo Coutinho.

Os militares afirmam que, para não comprometer as atividades de defesa, sobretudo em ano de Olimpíada, as autoridades de Brasília deveriam abrir mão do uso de aviões da FAB para voltar para casa nos finais de semana.

Fonte: Veja

Anúncios
Painel Político, principal fonte de informações políticas de Rondônia. Com noticiário completo sobre economia, variedades e cultura.

Participe do debate. Deixe seu comentário