Corpo de taxista é encontrado seis dias após desaparecimento

O taxista Alan Tietz, de 24 anos, foi encontrado morto na madrugada desta terça-feira (28) em Garuva, no Norte de Santa Catarina, conforme o Bom Dia Santa Catarina. Ele havia sido visto pela última vez na quarta (22) em Jaraguá do Sul.

A Polícia Civil de Jaraguá do Sul e PM de Garuva e de Guaramirim realizaram as buscas com auxílio de taxistas que foram ao local e encontraram o corpo por volta da 1h no mato perto de uma rua, segundo o delegado Eric Uratani, que investiga o caso.

O corpo foi levado para o Instituto Médico Legal (IML de Joinville). “Apresentava sinais de facadas. Vamos aguardar o laudo para ver se havia algum outro ferimento que não seja por facas”, afirmou o delegado.
Na última sexta (24), a Polícia Civil identificou e pediu a prisão preventiva de dois suspeitos, de 18 e 20 anos.

Eles teriam solicitado uma corrida até Curitiba (PR).

Segundo a NSC TV, a polícia tem imagens dos suspeitos flagrados por câmeras de monitoramento horas depois do crime. Um deles aparece com um das mãos machucada. Conforme a polícia, eles teriam ido comprar crédito para celular após terem matado Alan.

“Um dos suspeitos mandou mensagem para uma testemunha confessando que tinha matado”, disse Uratani.
Desaparecimento

Alan desapareceu depois de ter sido acionado por dois homens em Jaraguá do Sul para uma corrida até a capital paranaense, supostamente para um velório.

Carro de Allan Tietz foi encontrado em Curitiba, sem as rodas e o aparelho de som

O carro do taxista foi encontrado em Curitiba por volta das 12h de quinta-feira (23). O veículo estava com manchas de sangue nos bancos do motorista e traseiro, e sem as quatro rodas, bateria, rádio, alguns acessórios e com o capô e as portas abertas.

O carro ficou aos cuidados da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Curitiba para perícia.

Os suspeitos já têm passagens pela polícia, segundo o delegado, que não detalhou por quais crimes.

Com G1/SC

Anúncios
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário