Em Jaru, o corpo de um adolescente ficou estirado em uma rua  durante quase 6 horas até que chegasse a Perícia Criminal de Ariquemes ,distante cerca de 100km do local. O corpo ficou estirado ao solo e quase foi levado por uma enxurrada proveniente da forte chuva que caiu naquela cidade.

Jaru não conta com IML ou qualquer tipo de Perícia Criminal o que vem gerando bastante desconforto aos familiares de vítimas que ficam aguardando a Perícia vir de Ariquemes, para poder retirar o corpo e levar para um local adequado. A cena desumana presenciada por dezenas de pessoas, só foi ter fim quase no inicio da madrugada desta quarta feira com a chegada da Perícia.

Policiais militares tiveram que ficar no local guardando o corpo durante todo o período até o início dos trabalhos periciais, para conter as frequentes investidas de familiares que queriam chegar até o corpo e retira-lo daquela situação degradante.

Segundo um PM, que preferiu manter o anonimato, em Março completa um ano e dois meses que a Sessão de Criminalística da cidade de Jaru, foi desativada e por isso toda vez que ocorre um crime  que resulte em homicídio a população de Jaru tem que aguardar a perícia vir de Ariquemes.

A população jaruense cobra a presença do Secretário de segurança pública, Marcelo Bessa, para uma audiência pública juntamente com o MP e a OAB para saber como vai se resolver este problema.

Anúncios
Painel Político, principal fonte de informações políticas de Rondônia. Com noticiário completo sobre economia, variedades e cultura.

Participe do debate. Deixe seu comentário