Corte de verba ameaça cerca de 3,6 mil bolsistas da UFRJ

Com um iminente corte no orçamento, cerca de 3,6 mil bolsistas da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) poderão perder a ajuda financeira paga pelo Governo. Segundo a Pró-Reitoria da universidade, caso o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) não descontigencie o repasse, em setembro, todas as pesquisas e estudos serão paralisadas por falta de verba.

Em nota, a UFRJ informa que as áreas mais impactadas seriam produtividade em pesquisa (930 bolsas), doutorado (837), graduação (aproximadamente 700) e mestrado (562). Segundo a Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa (PR-2) da UFRJ, “projetos e pesquisas de alta relevância e benefícios para a sociedade brasileira devem ser afetados, em todas as áreas do conhecimento”.

Com palavras fortes, o próprio presidente do CNPq, Mario Neto Borges, conta que “acabou o dinheiro” para o programa. O CNPq é vinculado ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações. O órgão é responsável pela concessão de 50% das bolsas de Iniciação Científica (IC) e Iniciação Tecnológica (IT) na UFRJ.

O Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC) — órgão que visa apoiar a política de Iniciação Científica desenvolvida nas Instituições de Ensino —, realizou uma reunião na última quarta-feira e emitiu comunicado sobre o corte. ” A PIBIC vem a público expressar indignação com as notícias veiculadas em relação aos cortes no orçamento do CNPq e à suspensão do pagamento de bolsas de estudo”, diz a nota.

Fonte: odia.ig

Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Participe do debate. Deixe seu comentário