Criança de 5 anos cai do 26º andar enquanto mãe foi buscar namorado

Vizinho diz que ouviu ‘gritaria’ e ‘silêncio’ antes de menino cair

Menino de 5 anos caiu do 26º andar de um prédio em Taboão da Serra. Mãe diz que deixou filho dormindo e foi buscar namorado em estação.

Um vizinho do menino de 5 anos que caiu do 26º andar, cobertura, de um prédio em Taboão da Serra, na Grande São Paulo, afirmou à rádio CBN que ouviu uma gritaria antes da queda na noite desta quarta-feira (16). O caso foi registrado como morte suspeita.
[su_frame align=”right”] [/su_frame]”Eu estava assistindo o jogo, tinha acabado de terminar o jogo, fui para a sacada tomar um vento, vi o movimento, daqui a pouco eu escuto uma gritaria e um silêncio. De repente, eu vejo o corpo caindo e espatifando no chão”, disse o vizinho Reinaldo Costa Júnior, que mora três andares abaixo do apartamento do menino.

Segundo a Polícia Militar, Gustavo caiu de uma janela no estacionamento do condomínio Pitangueiras pouco antes da meia-noite. O edifício fica na Avenida Aprígio Bezerra da Silva, perto da Rodovia Régis Bittencourt. Peritos informaram que o menino caiu da janela do banheiro.
“Eu e minha irmã descemos para tampar o corpo porque tinha criança embaixo, para não ver o estrago. A gente desceu correndo, pegou uma manta, tampou o corpo e foi chamar o segurança”, completou o vizinho.

Outro vizinho, Fábio Garcia Kiss, do 1º andar, professor, também estava assistindo ao jogo de futebol, e disse que ouviu “um barulho seco”, “muito grande”. “Uma vizinha gritou’ pelo amor de Deus’, eu desci e encontrei o corpo no estacionamento”, disse.
Tanto Fábio como Reinaldo afirmaram que o menino estava vestido, com tênis e segurava uma mochila ou lancheira.
Em depoimento à polícia, a mãe da criança contou que foi buscar o namorado na estação Morumbi da CPTM e deixou o filho dormindo sozinho. Quando ela chegou em casa, encontrou as luzes acesas e duas cadeiras dentro do box do banheiro, uma maior embaixo e uma menor, de criança, em cima. Ela disse que olhou pela janela viu o corpo da criança no chão.
A mãe disse à polícia que pode comprovar por mensagens do aplicativo Whatsapp que foi buscar o namorado. O celular foi apreendido e será analisado.

O caso será investigado pela Delegacia de Taboão da Serra. A polícia irá pedir as imagens das câmeras de segurança do condomínio para analisar o vídeo. A perícia diz que, inicialmente, trabalha com a hipótese de acidente.
O pai do menino, Giovanni Storto, foi ao Instituto Médico Legal (IML) de Tabão da Serra na manhã desta quinta. Acompanhado da mãe, avó do garoto, ele chorava muito e não quis gravar entrevista.

Com informações do site G1

Anúncios
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário