Criança é espancada após briga familiar

O menino teve uma fratura na costela e hemorragia pulmonar

Uma criança de 9 anos foi espancada depois de um desentimento familiar. A confusão ocorreu na Ilha de Itamaracá, Região Metropolitana do Recife, e teve como autora da agressão uma prima da mãe do menino. A mãe da vítima contou que ela e a prima teriam se desentendido, ocasião em que a mulher teria lhe jurado vingança. Na tarde do dia 10 do mês passado, a acusada se dirigiu até a escola do menino, esperou terminar o turno, e na volta para casa, espancou a criança com socos.

O menino só queixou-se de sentir muitas dores uma semana depois do episódio. A mãe procurou atendimento na Unidade de Pronto Atendimento de Igarassu e depois no Hospital Alzira Figueiredo, em Itamaracá, mas seu filho foi liberado para casa. “Ele estava desesperado de dor, quando levei para a UPA, fizeram um raio x e descobriram a gravidade”, contou a mãe da criança. O menino teve uma fratura na costela e hemorragia pulmonar.

Na última quarta-feira, o garoto foi trazido para emergência do Hospital da Restauração, no Derby, onde passou por procedimentos cirúrgicos para retirada de secreções no pulmão. De acordo com a assessoria de Comunicação Social do HR, o menino deu entrada na madrugada da quarta-feira passada, dia 25, e já estava há 15 dias com a lesão. O quadro foi normalizado e o garoto encontra-se estável.

Acusada pelo espancamento, prima da mãe da vítima, foi presa nesta quarta-feira, dia 2. A Polícia Civil poderá ser encaminhada para o Hospital de Custódia e Tratamento Psiquiátrico de Itamaracá (HCTP), uma vez que o advogado dela apresentou um atestado, alegando que sua cliente tinha problemas mentais. Versão contestada pela mãe da vítima. O caso está sendo conduzido pela Delegacia de Itamaracá. O delegado Roberto Geraldo aguarda ainda o laudo médico do Hospital da Restauração para concluir o inquérito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *