Cunha e Funaro ficam frente a frente durante audiência sobre a Caixa

Após negar, na noite de quarta-feira (25/10),  o pedido de adiamento de interrogatório do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), o juiz Vallisney de Souza Oliveira, da 10ª Vara da Justiça Federal do Distrito Federal, ouve na tarde desta quinta (26) o depoimento dos réus da ação penal decorrente das investigações da operação Sépsis. A investigação apurou esquema de corrupção acerca dos aportes do fundo de investimentos do FGTS (FI-FGTS), controlado pela Caixa Econômica Federal. A informação é do blog do fausto Macedo do Estado de São Paulo.

Nesta tarde, são ouvidos o ex-vice-presidente da Caixa Fábio Cleto e o empresário Alexandre Margotto. O operador financeiro Lúcio Funaro e Eduardo Cunha estão no prédio da Justiça Federal, em Brasília, acompanhando a oitiva de Cleto por videoconferência.

Nesta sexta (27), será a vez de Funaro e Cunha prestarem depoimento ao juiz Vallisney de Souza Oliveira.Também serão ouvidos o ex-ministro Henrique Alves, que falará a partir das 10h, na sede da Justiça em Natal – a transmissão para Brasília será por meio de videoconferência.

O último pedido de adiamento, apresentado pela defesa de Cunha, era no sentido de que se aguardasse a chegada da colaboração do operador financeiro Lúcio Funaro, homologada pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Mas com a negativa do titular da 10ª Vara, agora a fase Judicial da Operação Sépsis deve ser acelerada.

Fonte: metropoles

Anúncios
Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Participe do debate. Deixe seu comentário