Justiça Federal ordena transferência de Cunha da PF para presídio

Decisão foi proferida nesta sexta-feira (16); deputado deve ser lavado para o Complexo Médico Penal

A Justiça Federal do Paraná determinou, nesta sexta-feira (16), que o ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ) seja transferido da sede da Polícia Federal para o Complexo Médico Penal, em Pinhais, na região metropolitana de Curituba. A transferência ainda não tem data para ser feita.

O deputado cassado está preso na capital paranaense desde outubro. Segundo informações do G1, a defesa de Cunha ainda não se manifestou sobre a decisão do juiz federal Sérgio Moro.

No mesmo despacho, o magistrado rejeitou os pedidos de transferência de o ex-presidente da OAS José Aldemário Pinheiro Filho (Léo Pinheiro) e do ex-tesoureiro do PP João Claudio Genu.

Os advogados de Cunha pediram que ele permanecesse preso na sede da PF, alegando que a ação penal em que Cunha é réu está em “pleno desenvolvimento”, com depoimento previsto para 7 de fevereiro. A mudança, argumentam, atrapalharia a rotina de reuniões entre cliente e defensores na PF.

No despacho, Moro afirma que a carceragem da PF é local de passagem, salvo exceções. “A transferência, portanto, não é sanção, mas visa atender exclusivamente uma necessidade de abrir espaço na carceragem da Polícia Federal e a de evitar superlotação prejudicial aos presos”, diz a decisão.

Fonte: noticiasaominuto

Anúncios
Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Participe do debate. Deixe seu comentário