Delegacia Especializada apreende menores por prática criminosa

A Polícia Civil, por meio da Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (DEAAI), desencadeou uma operação que culminou na apreensão de três adolescentes com idades entre 14 e 16 anos, suspeitos de praticarem ato infracional. Como se trata de menores, o ordenamento jurídico brasileiro não aceita que eles sejam considerados criminosos. Os menores que cometem crimes assemelhado aos de roubo, furto, sequestro, latrocínio ou homicídio devem ser tratados como menores infratores.

Em release a delegada, responsável,  informou que os adolescentes foram apreendidos por força de mandado de busca e apreensão expedido pela Vara da Infância e Juventude da Comarca de Porto Velho.

O fato que levou à apreensão dos menores ocorreu no mês de outubro, quando os infratores abordaram, com uma arma de fogo, uma aluna de medicina da faculdade São Lucas,  e sob ameaças, a obrigaram a entrar dentro de seu próprio veículo com os mesmos. Durante o trajeto, eles abasteceram o veículo com o cartão da vítima abandonaram a vítima próximo a Estrada do Japonês, fugindo com carro. Segundo a polícia existe a suspeita de que, logo em seguida, esses menores praticaram um roubo e uma tentativa de roubo utilizando o carro da vítima acima mencionada.

A delegada informou que a apreensão dos adolescentes se deu de forma tranquila e que todos estavam em suas respectivas casas com seus familiares e durante a apreensão os adolescentes confessaram todos os atos infracionais e a motivação se deu por vontade de ter uma “vida loka”.

Os menores são reincidentes e foram encaminhados à Unidade de Internação Provisória onde ficarão à disposição do Juizado da Infância e Juventude e podem cumprir medida socioeducativa restritiva de liberdade de até 03 (três) anos.

Com informações da Assessoria

Anúncios
Painel Político, principal fonte de informações políticas de Rondônia. Com noticiário completo sobre economia, variedades e cultura.

Participe do debate. Deixe seu comentário