Deputado acusa relator da reforma de dever para Previdência

Segundo o deputado, do PT, Arthur Maia não tem impessoalidade nem moralidade para ser relator da reforma da Previdência.

O deputado Robinson Almeida (PT-BA) afirmou nesta quinta-feira, 16, que entrou com representação na Corregedoria da Câmara pedindo o afastamento de Arthur Maia (PPS-BA) da relatoria da reforma da Previdência na Casa.

Segundo o petista, Maia não tem os requisitos da impessoalidade e da moralidade para relatar a matéria.

Na representação, Almeida afirma que uma das empresas do relator, um posto de gasolina no município Serra do Ramalho, no interior da Bahia, deve R$ 150 mil à Previdência Social.

“Além de ser devedor da Previdência, disse o petista, Maia teve como doador de campanha em 2014 o Bradesco Vida, “uma seguradora de previdência interessada na reforma”.

“Por isso mesmo, ele (Maia) não tem os requisitos da impessoalidade e da moralidade para relatar essa matéria”, afirmou o deputado petista.

Ele disse esperar que o corregedor da Câmara – atualmente ocupado pelo deputado Claudio Cajado (DEM-BA), avalie os argumentos e afaste o parlamentar do PPS o mais rápido possível da relatoria da reforma da Previdência.

Fonte: exame.com

Anúncios
Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Participe do debate. Deixe seu comentário