Deputado afirma que energia elétrica aumentou quase 17% em Rondônia

O deputado federal Marcos Rogério (PDT-RO) denunciou na tarde da última quinta-feira (12/12), no plenário da Câmara dos Deputado, o aumento de 16,44% na tarifa de energia elétrica no estado de Rondônia. Indignado, ele lembrou que, apesar do estado ser um dos maiores fornecedores de energia para todo o país desde 2012, paga pelo serviço um valor superior a estados mais ricos, como os do Sul e do Sudeste. Isso porque as usinas de Jirau e de Santo Antônio, terceira e sexta maiores do Brasil respectivamente, produzem energia para abastecer 40 milhões de brasileiros, inclusive de estados que tiveram suas tarifas reduzidas.

Segundo o deputado, mesmo com a ampliação na capacidade de produção na hidrelétrica de Santo Antônio, mediante investimento de R$ 1,5 bilhões, os percentuais de aumento estão acima dos índices inflacionários dos últimos 12 meses, de 6% segundo o Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M). “Nós, como representantes desse povo querido e sofrido, devemos vocalizar nossa repulsa e adotar medidas que visem a corrigir distorções como o referido aumento, autorizado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), que sobrecarrega ainda mais a nossa população rondoniense”, ressaltou.

Na ocasião, ele ainda destacou a péssima qualidade do serviço de energia prestado aos cidadãos de Rondônia, que não condiz com os aumentos abusivos das tarifas praticados pelas Centrais Elétricas de Rondônia (Ceron/Eletrobrás), desde 30 de novembro. “Muitos consumidores, na maioria das vezes trabalhadores humildes, sofrem prejuízos com equipamentos e produtos que estragam com as quedas e retomadas de energia, e não sabem nem a quem recorrer para ter os seus direitos resguardados e a reparação do dano sofrido. O acesso à energia elétrica de qualidade por um valor justo insere-se entre as mais básicas e essenciais necessidades humanas”, finalizou.

Para Marcos Rogério, as usinas de Jirau e Santo Antônio estão servindo de estratégias para o Governo brasileiro, que não têm dado o devido respeito ao estado de Rondônia. Mesmo porque, conforme lembrou o deputado, recentemente o Governo Federal foi à televisão e ao rádio firmar compromisso de redução na conta de energia elétrica aos consumidores. “O governo anunciou redução de 20% na tarifa e, em alguns casos, a redução para o consumidor chegou a 14% somente, valor ainda superior ao que pagava antes”.

No final do seu discurso, fez uma crítica ao Governo Federal, ao falar da materia do jornal Folha de São Paulo, veiculada nesta quarta-feira (12/12), “Em ano eleitoral, consumidor pagará mais pela energia”. Marcos Rogério disse que o povo brasileiro está sendo enganado, uma vez que o Governo coloca no sacrifício os consumidores e onera grandemente o industrial que produz riquezas. Mesmo sendo da base governista, o deputado alertou que o governo não tem direito de agir dessa forma. De acordo com ele, não se trata de ser da base ou da oposição, e sim de ser Brasil, de ser a favor do interesse nacional.

“O Brasil é um país menos competitivo no cenário internacional justamente porque não oferece as condições ideais para aquele que produz aqui competir em pé de igualdade com outros países mundo afora. O custo Brasil é fator determinante nesse processo, e a energia elétrica tem peso preponderante nisso”, finalizou o deputado, que também ponderou que os royalties não compensam os danos causados pela construção das usinas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *