Deputado diz que relatório contra Temer será “parecer Jota Quest”

Em meio às discussões na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados sobre a segunda denúncia contra o presidente Michel Temer (PMDB), o vice-líder da minoria na Casa, Sílvio Costa (Avante-PE), afirmou que o parecer a ser produzido pelo deputado Bonifácio de Andrada (PSDB-MG), relator do caso na comissão, será o “relatório Jota Quest”: “Fácil, extremamente Bonifácio”, declarou Costa, em um trocadilho com a música “Fácil”, da banda mineira.

O debate sobre a denúncia envolvendo o presidente domina a pauta da reunião da CCJ desta terça-feira (3/10). A comissão, contudo, ainda aguarda o prazo de apresentação da defesa de Temer e seus ministros para deliberar oficialmente sobre o assunto. A previsão é que as defesas sejam entregues nesta quarta (4).

“O homem efetivamente já declarou o voto dele. O Bonifácio vai fazer um relatório para, mais uma vez, salvar Temer”, afirmou Sílvio Costa, que não faz parte da comissão. O deputado, assim como outros parlamentares da oposição, criticaram a indicação, confirmada na última quinta (29/9), do deputado tucano como relator do caso e defenderam a possibilidade de uma nova indicação.

Andrada, por sua vez, já afirmou que não desistirá da relatoria da denúncia. “Quem vive na vida pública está permanentemente submetido a toda espécie de pressões, e eu estou há 50 anos na vida pública”, disse o relator, ainda na segunda-feira (2), garantindo que não cederá a nenhum tipo de intimidação por parte de outros parlamentares.

Os próprios tucanos, especialmente a ala mais jovem do partido, que reúne os chamados parlamentares “cabeças pretas”, defendem que ele desista da relatoria e também o desembarque do PSDB da gestão Temer. Esse grupo se mostra irredutível e pretende votar pelo prosseguimento das investigações contra o peemedebista. Durante a reunião desta tarde, um pequeno grupo do movimento Comitê pela Democracia levantou cartazes pedindo o mesmo: que as acusações contra Temer sejam apuradas (imagem abaixo).

RAFAELA FELICCIANO/METRÓPOLES

Trâmite
Enquanto aguarda a defesa do presidente e dos ministros, Bonifácio de Andrada afirmou que já está lendo as 260 páginas da Solicitação de Instauração de Processo (SIP) 2/17, além dos anexos. Na peça, a Procuradoria-Geral da República acusa Temer, os ministros ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria-Geral) e outros políticos do PMDB de participar de um suposto esquema com objetivo de obter vantagens indevidas em órgãos da administração pública. Em nota, o Palácio do Planalto rechaçou as acusações.

Caberá à CCJ votar o parecer a ser elaborado por Bonifácio de Andrada sobre o caso, mas, independentemente desse parecer, o Plenário deverá decidir se autoriza ou não a abertura de processo no Supremo Tribunal Federal contra Temer, como determina a Constituição.

Fonte: metropoles.com

Anúncios
Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Participe do debate. Deixe seu comentário