Deputados vão recorrer à justiça contra arquivamento de CPI da Evasão Fiscal

Hermínio Coelho e Jesuíno Boabaid alegam que todos os ritos foram cumpridos

O deputado estadual Hermínio Coelho (PSD), anunciou hoje (18 de agosto) durante sessão plenária da Assembleia Legislativa, que ele juntamente com o deputado Jesuíno Boabaid (PTdoB), irão recorrer ao Tribunal de Justiça contra a decisão plenária da ALE que acatando [su_frame align=”right”] [/su_frame]requerimento do Diretório Regional e da bancada do PMDB, aprovaram o arquivamento sumário da CPI da Evasão Fiscal, que inclusive já se encontrava funcionando.

De acordo com o deputado Hermínio Coelho, a Comissão Parlamentar de Inquérito – CPI da Evasão Fiscal cumpriu todas as formalidades: foi apresentada com dez assinaturas (duas a mais); foi lido em sessão plenária (desta forma tornado público); foi aprovada conforme o regimento interno; a sua composição foi democrática (e no momento a bancada do PMDB se negou a participar); e posteriormente a nomeação dos membros, seguiu a formalidade regimental.

Ainda de acordo com Hermínio Coelho, lamentavelmente uma semana após a CPI ter entrada em funcionamento, aparece na Assembleia Legislativa um “requerimentozinho” do PMDB, solicitando a anulação da comissão, sob a artimanha de que o partido havia sido preterido na composição, e que na realidade, disse ele, “trata-se de uma grande mentira”.

Observou o parlamentar que o requerimento do PMDB estuprou a Constituição Federal e a Constituição Estadual. Governo tem um medo danado desta CPI. “Estamos diante de um esquema bilionário de desvio de dinheiro. A Assembleia precisa cumprir e fazer cumprir o dever constitucional dos deputados em fiscalizar e zelar pela coisa pública. Toda esta podridão precisa ser levantada e detonar estes esquemas fraudulentos, e por isto é que vamos recorrer a Justiça”, encerrou o deputado Hermínio Coelho, 2º vice-presidente da ALE.

Anúncios
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário