Dilma e Temer são diplomados pelo TSE para novo mandato

A presidenta Dilma Rousseff e o vice-presidente, Michel Temer, foram diplomados hoje (18) pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para exercerem mais um mandato de quatro anos.

Nas eleições de outubro, candidata do PT à reeleição, Dilma foi eleita com 51,64% dos votos válidos pela coligação Com a Força do Povo. Com a entrega do documento, Dilma e Temer estão aptosa tomar posse, que está marcada para o dia 1º de Janeiro de 2015.

A cerimônia de diplomação é um ato formal, no qual a Justiça Eleitoral reconhece a eleição dos candidatos para que eles possam ser empossados nos cargos. Participaram da solenidade os presidentes do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), e da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), além de outras autoridades do Judiciário. Os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e José Sarney também estiveram presente.
O presidente da República e vice são diplomados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Os governadores, deputados federais e estaduais são diplomados pelos Tribunais Regionais Eleitorais.

‘Petrobras não pode ser destruída por denúncias’
No discurso de diplomação como presidente reeleita, a presidente Dilma Rousseff disse que as denúncias de corrupção não podem destruir a Petrobras e prometeu, em seu segundo mandato, combater a corrupção e implementar a melhor governança existente em uma estatal.

Dilma afirmou que funcionários da estatal foram atingidos pelo processo de combate à corrupção.
A Operação Lava Jato, da Polícia Federal, que já levou ao indiciamento pela Justiça de 39 pessoas, duas delas ex-diretores da Petrobras, apontou a existência de um suposto esquema de desvio de recursos na estatal.
Em seu discurso, Dilma também disse que detalhará em seu discurso de posse, no dia 1º de janeiro de 2015, as medidas que adotará no segundo mandato para impulsionar o crescimento econômico.

Com informações da Reuters e Agência Brasil.

Deixe um comentário