Em Cacoal empresário que quiser investir tem que pagar propina

Dinheiro seria para “gente da prefeitura liberar licenças e projetos”

Brasília – Parece que nem mesmo a prisão deu jeito na corrupção em Cacoal. Um grupo empresarial apresentará esta semana ao Ministério Público denúncia de pedido de suborno para a liberação de projetos na cidade.

O grupo, de fora do município, tentava emplacar um empreendimento e após ter adquirido área, e estar com tudo “engatilhado”, foi abordado por “emissários” informando que teriam que pagar uma propina de R$ 400 mil para que “as coisas andassem”.

Um vereador, que já foi preso está metido no rolo. A coisa deve esquentar nos próximos meses.

Cacoal vem tendo problemas com a corrupção endêmica há tempos. Vários vereadores, a ex-chefe de gabinete da prefeitura e vários ex-secretários já foram enrolados em denúncias de corrupção na cidade. Deve estar disputando com Vilhena o posto de mais denunciado por metro quadrado.

Anúncios
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário