Em Porto Velho milheiro de tijolo está sendo vendido a R$ 400

A esse preço, reformas e construções reduzem na capital

O tijolo, item básico na construção civil, está sendo vendido a incríveis R$ 400 o milheiro, em Porto Velho. De acordo com empresários do ramo de material básico, as cerâmicas deram início a “reajustes seguidos”, com o preço saltando de R$ 230 para R$ 400 em um espaço de pouco mais de 3 meses.

Com isso, obras e reformas que estavam sendo programadas estão deixando de ser feitas, “e não tem previsão de baixar”, dizem os vendedores.

Já areia e cimento não sofreram o mesmo reajuste.

Era interessante a procuradoria de Defesa do Consumidor procurar uma justificativa para esse aumento abusivo e totalmente injustificável. E só para constar, as cerâmicas, por algum acaso do além, estão praticando os mesmos valores. Um tempo atrás isso se chamava “cartelização”, mas como estamos no Brasil, vai que mudou, né?

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário