Empresas que doaram para campanha de Confúcio mantém contratos com governo

Para tentar disfarçar, sócios de empresas fizeram doações como “pessoa física”

[su_frame align=”right”] [/su_frame]Porto Velho — Nas eleições deste ano, além de doadores bilionários para a campanha de Confúcio Moura, como os diretores do Grupo Maggi, Itamar Loks e Hugo de Carvalho Ribeiro, que doaram juntos R$ 1 milhão, outros menores também chamam a atenção. Um rápido levantamento feito pela reportagem de Painel Político, descobriu que 5 médicos neurocirurgiões, sócios do Instituto de Neurocirurgia e Neurologia da Amazônia – INAO, doaram juntos, R$ 135 mil, dividido entre eles da seguinte forma, Adalberto Rocha Lobo (R$ 25 mil); Adriana Leite (R$ 25 mil); André M. de Souza ( R$ 25 mil); Johnathan de Spuza Parreira (R$ 25 mil) e Marcos Antônio Sueyassu (R$ 35 mil). O INAO foi contratado “emergencialmente” pelo Estado de Rondônia para atender serviços na área de saúde.

Também no setor de saúde, o Centro Médico Anestesiológico de Rondônia – CMA, que também foi contratado “emergencialmente” em 2012, com valor inicial de pouco mais de R$ 3,3 milhões, doou para Confúcio R$ 60 mil como pessoa jurídica. Porém, seus dois diretores, Jacob Campos de Mendonça Neto  e José Ricardo Costa, doaram juntos R$ 75 mil, sendo R$ 37.500 para cada.

O Auto Posto Irmãos Batista, fornecedor da Emater doou R$ 200 mil. A Blu América Indústria de Couros LTDA doou R$ 70 mil, e ela consta na lista das empresas que mais devem a justiça do Trabalho de Rondônia e Acre.

Outra doação que chama a atenção é a da empresa Forma Office Comércio de Móveis e Interiores LTDA, que passou a ser fornecedora do governo recentemente, através de uma “carona em licitação”, ou seja, contratada através de ata de registro de preços de outros órgãos. Essa prática, segundo a Polícia Federal, foi largamente utilizada pelo governo de Confúcio para desvios de recurso, que estão sendo investigados na Operação Platéias. A empresa doou R$ 330 mil.

Já a empresa Gomes e Junqueira LTDA doou R$ 100 mil para a campanha de Confúcio Moura. Ela renovou seu contrato com o Estado, por seis meses pelo valor de R$ 594 mil. A empresa presta serviços na área de informática para a Secretaria de Administração.  Outro que também doou para a campanha foi o Hospital Panamericano (R$ 100 mil). O hospital havia ganho um contrato de R$ 1,8 milhão, sem licitação. O gerente de compras do supermercado Gonaçlves, Izaias Macedo Zupeli também aparece como doador de R$ 25 mil, depósito em espécie para a campanha de Confúcio. Veja a listagem completa.

 

 

Anúncios
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário