Ademilson Nunes atacou Edilene Coelho dos Santos pelas costas, na frente dos filhos

Nove dias após o assassinato a facadas de Edilene Coelho dos Santos, de 30 anos, enquanto amamentava o próprio filho de 22 dias, o principal suspeito continua foragido. A Polícia Civil revelou, nesta sexta-feira (26), ter encontrado, no entanto, o esconderijo usado por Ademilson Nunes, marido dela e pai do bebê.

Desde o crime, ele estaria escondido em uma mata em Guarantã do Norte, a 721 km de Cuaibá. Segundo a polícia, uma denúncia anônima deu conta de que parentes de Ademilson Nunes foram vistos frequentemente no local. Os agentes encontraram uma lona e roupas ensanguentadas, que foram recolhidas para perícia.

As informações são de que o crime, que chocou a cidade, está sendo investigado com prioridade. Edilene foi atacada pelas costas crime, na presença do filho mais velho, um menino de 9 anos.

Ademilson Nunes estava em liberdade condicional pelo crime de violência doméstica, pois já havia agredido a mulher e o filho dela de 9 anos, fruto de outro casamento, diversas vezes. As duas crianças que presenciaram o assassinato da mãe estão sob os cuidados do Conselho Tutelar.

Redação Painel Político

Redação Painel Político

Painel Político, principal fonte de informações políticas de Rondônia. Com noticiário completo sobre economia, variedades e cultura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *