Enfermeira é encontrada morta com corte no pescoço em apartamento em que morava, em GO

A enfermeira Vanessa Teodoro dos Santos, de 25 anos, foi encontrada morta, nesta terça-feira (18), no apartamento em que morava em Caldas Novas, na região sul de Goiás. Segundo a Polícia Civil, ela estava com um corte no pescoço.

Servidora municipal, Vanessa trabalhava na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade desde março. Segundo a delegada Sabrina Leles, responsável por investigar o caso, a jovem entrou em contato com colegas de trabalho às 19h30 do último domingo (15) e, desde então, não atendia mais às ligações.

De acordo com a delegada, a enfermeira estava escalada para o plantão desta terça-feira, mas não foi trabalhar. Assim, por volta das 8h, colegas de trabalho e a diretora da UPA decidiram ir até o apartamento da jovem.

“Elas foram até o apartamento acompanhadas de um chaveiro, abriram a porta e se depararam com o corpo dela no chão”, relatou ao G1 a delegada, que é titular da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam).

De acordo com Sabrina, há sinais de violência no corpo da enfermeira. No entanto, ainda não se sabe o motivo da morte.

“Há um corte profundo no pescoço, aparentemente feito por uma faca. Encontraram uma faca perto do corpo, mas só a perícia pode concluir se trata de homicídio ou suicídio”, explicou Sabrina.

O corpo da jovem foi levado ao Instituto Médico Legal de Caldas Novas para a perícia. Por volta das 15h30, o liberaram para os parentes.

O velório está previsto para começar às 20h, em Bela Vista de Goiás, onde a família de Vanessa mora. Depois, o corpo será levado para Itamonte, em Minas Gerais, para ser sepultado.

Vanessa trabalhava desde março em Caldas Novas (Foto: Reprodução/ Facebook)

Fonte: g1/go

Anúncios
Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

1 thought on “Enfermeira é encontrada morta com corte no pescoço em apartamento em que morava, em GO

  1. É imperdoável a polícia civil De caldas novas encerrar o caso como suicídio …A família e principalmente os país ,Humildes e trabalhadores de confecções em bela vista de Goiás e amigos e familiares jamais aceitam esse caso ficar impune e concluído pela delegada sem investigar feminicidio ou homicídio …Uma garota tranquila de boa índole ,jovem profissional dedicada e boa conduta moral e religiosa .Sem relacionamento amoroso com ninguém ,adaptando se na cidade ….Polícia civil ,quem a matou ?Onde está o monstro ou monstra ?É mais fácil concluir o inquerito como suicidio ?Por favor reabra esse caso e mude a história de Vanessa para os que a amavam !Polícia façam alguma coisa …ainda da tempo .

Participe do debate. Deixe seu comentário

%d blogueiros gostam disto: