Estudante de direito reage a assalto e morre com tiro na cabeça

Jovem foi socorrido, mas não resistiu; Deivid Valdiael deixou mulher e filho de 1 ano

O corpo do estudante de direito Deivid Valdiael, de 20 anos, foi enterrado na manhã desta sexta-feira (31) no Cemitério Jardim Vale da Paz, em Diadema, na grande São Paulo. O jovem morreu na manhã de ontem após levar um tiro na cabeça durante uma tentativa de assalto.

Deivid Valdiael voltava para a casa na noite de quarta-feira (29), por volta de 22h30. Ele desceu do ônibus na avenida José Bonifácio, no bairro Conceição, em Diadema, e foi abordado por dois homens em uma moto.

O estudante reagiu ao assalto e chegou a lutar com um dos criminosos. Deivid Valdiael levou um tiro na cabeça e os suspeitos fugiram.

O jovem foi socorrido pelo Samu e levado para o Hospital Serraria, onde passou por uma cirurgia. Mesmo assim, ele não resistiu e morreu.

Deivid Valdiael era casado e tinha um filho de um ano e oito meses. Ele trabalhava como ajudante geral para pagar o estudo. O jovem cursava o terceiro ano de direito na FAD (Faculdade de Diadema).

Estudantes amigos de Deivid realizaram uma manifestação na noite de quinta-feira (30) pedindo por mais segurança no local onde o jovem levou o tiro. Até o momento, não houve detidos e o caso está sendo investigado pelo 1º Distrito Policial de Diadema.

Anúncios
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário