Ex-adjunto da Casa Civil do governo Confúcio deixa a cadeia

Por determinação do juiz da 1ª Vara Federal de Ji-Paraná, Eduardo Santos da Rocha Penteado foram soltos mais quatro envolvidos na Operação Cerberus, que desarticulou uma quadrilha de fraudadores com ramificação dentro da prefeitura de Mirante da Serra. O bando [su_frame align=”right”] [/su_frame]desviou, segundo analistas da Controladoria Geral da União e Polícia Federal cerca de R$ 20 milhões em um esquema iniciado em 2011 na gestão do então prefeito Vitorino Cherque um dos presos na operação. Vitorino vinha ocupando o cargo de adjunto da Casa Civil no governo Confúcio Moura até abril deste ano, quando renunciou alegando “falta de espaço”.

Foram soltos os acusados Cherque, Leandro Gimenez da Silva, Mário Alessandro de Souza Camargo e Dilcenir Camilo de Melo todos estavam recolhidos desde a noite do dia 02/06 em uma cela na Casa de Detenção. Das dez pessoas presas na operação só continua presos o casal João Paulo Leocardio e Josiane Tereza Moreno Yasaka, respectivamente secretário de administração e fazenda e contadora da prefeitura suas prisões são preventivas.

Anúncios
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário