Família adota idosa que morou em hospital por 50 anos

Em janeiro do ano passado, a cuidadora Glaucia Gomes, de 29 anos, com a ajuda do marido, adotou uma idosa que viveu por 50 anos em um hospital de São Paulo. À época, Glaucia trabalhava como copeira no estabelecimento que, quando fechou, precisou fazer com que a mulher conhecida como Cotinha – a idade e a identidade dela são desconhecidas – precisasse ser levada a um abrigo. A história foi revelada pelo portal G1.

“Qualquer pessoa com sentimento faria a mesma coisa, porque quem tem bom coração não deixaria ela lá. Ela ficaria abandonada no hospital, aí a polícia cumpriu ordem de busca e levou para abrigo. Cotinha ficou perdida, sem ninguém conhecido, a boneca dela não estava com ela. Quando fui visitá-la, falei que voltaria para levá-la para casa. Eu não sei rezar, mas naquele dia eu rezei. Uma hora depois me ligaram para saber se eu queria ficar com ela”, contou Glaucia, que ficou desempregada diante do fechamento do hospital.

O desemprego, no entanto, não durou muito: pouco tempo depois, a história foi contada aos sócios de uma casa de repouso, que ofereceram um trabalho de cuidadora a Glaucia. “Deus me levou bem no ramo que eu ia precisar aprender.”

Fonte: noticiasaominuto

Anúncios
Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Participe do debate. Deixe seu comentário