Família de Lula queria uma “igrejinha” no sítio “que não era dele”

Análise da Polícia Federal sobre atuação de ex-presidente e de engenheiro da empreiteira em obras em proprieade rural de Atibaia (SP), que seria do petista, registram projeto de capela

Um relatório da Polícia Federal que analisou mensagens de telefone do ex-presidente da OAS José Aldemário Pinheiro, o Léo Pinheiro, e do engenheiro Paulo Gordilho reforça indícios de que obras no Sítio Santa Bárbara, em Atibaia (SP), e no tríplex do Edifício Solaris, no Guarujá, foram realizadas pela empreiteira sob orientação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e sua mulher, Marisa Letícia, inclusive com o pedido de construção de uma ‘igrejinha’ na propriedade rural. Para a Operação Lava Jato, o imóveis são bens ocultos de Lula – sua defesa nega taxativamente.

“Importante ressaltar que em uma das conversas, Paulo Gordilho (engenheiro da OAS) ao ser questionado por sua filha quando iria visitá-la responde negativamente pois de acordo com próprio Paulo Gordilho ‘estão inventando mais coisa’, logo após menciona que seria construção de uma ‘igrejinha’ que ainda faria projeto da mesma”, registra relatório de análise 329/2016, da PF de Curitiba, base da Lava Jato.

O documento foi anexado nesta quarta-feira, 24, a inquérito que apura supostas reformas realizadas pela OAS no sítio de Atibaia e no tríplex do Guarujá, que para a força-tarefa da Lava Jato pertencem a Lula e receberam benfeitorias de empresas acusadas de cartel e corrupção na Petrobrás.

“Em troca de mensagens com sua filha, Isnaia, Paulo Gordilho corrobora, além de sua atuação em obras no sítio em Atibaia/SP, sua relação com empresa Kitchens, empresa esta qual teria sido responsável pela fabricação montagem da cozinha instalada no referido local”, destaca a análise da PF.

No mesmo diálogo via mensagens de celular, Gordilho “conta que seu trabalho em Atibaia está ficando pronto, referindo-se montagem da cozinha Kitchens ao conserto do lago também no sítio”. Em outro diálogo do engenheiro, ele afirma que costuma ir “2 vezes por semana” ao sítio, ao ser indagado sobre a frequência de suas idas a Atibaia.

Leia a reportagem completa e veja os documentos no blog de Fausto Macedo, no Estadão

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *