Filho é preso suspeito de ficar com aposentadoria de idoso e mantê-lo em cárcere privado e sem comida

Casa onde os dois moravam estava em condições precárias de higiene, disse delegado. Vítima terá acompanhamento do Conselho do Idoso e da Secretaria de Assistência Social do município

Um homem de 33 anos foi preso suspeito de manter o pai, de 60 anos, preso em casa e se apropriar da aposentadoria dele, em Morrinhos, no sul de Goiás. De acordo com a Polícia Civil, a residência onde os dois moravam estava em condições precárias de higiene e o idoso era mantido sem comida. À corporação, o detido negou os crimes.

A polícia chegou ao local por meio de denúncias e viram que o idoso estava trancado dentro da casa, que estava muito suja e sem alimentos na geladeira.

“A vítima nos disse que não tinha acesso ao seu cartão do banco para receber a aposentadoria e era mantido sempre em casa pelo filho. Diante disso, prendemos em flagrante o suspeito. Ele é usuário de drogas e estava bem violento no momento da abordagem”, disse o delegado responsável pelo caso, Fabiano Henrique Jacomelis.

A polícia se sensibilizou com o tanto que o idoso estava debilitado. “Estava tendo uma festa de aniversário na delegacia para um agente e perguntamos se ele queria alguma coisa. Ele relatou que estava com muita fome e oferecemos comida a ele”, contou o delegado.

Em depoimento, o filho, que morava sozinho com o pai, disse negou o crime e disse que não ficava com a aposentadoria do pais.

O suspeito já tem passagens pela polícia pela Lei Maria da Penha. Agora, ele vai responder por cárcere privado, retenção do cartão magnético do idoso e apropriação de aposentadoria de idoso. Somadas as penas chegam a nove anos. Ele foi levado para a unidade prisional de Morrinhos, onde vai aguardar as próximas etapas do processo.

Após a prisão do filho, o idoso voltou para casa, mas terá acompanhamento do Conselho do Idoso e da Secretaria de Assistência Social do município.

G1/GO

Anúncios
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário