Funcionário de lava a jato é morto ao buscar carro de cliente; família acha que ele foi morto por engano

Segundo a polícia, ele levava o veículo para lavar no estabelecimento

O funcionário de um lava a jato, Dioniton Pereira dos Santos, de 30 anos, foi morto a tiros na quinta-feira (9) quando dirigia o carro de um cliente em Goiânia. De acordo com a Polícia Civil, a vítima tinha acabado de buscar o veículo na casa do proprietário e o levava para o estabelecimento para ser lavado. A família acredita que ele foi morto por engano.

Segundo um familiar de Dioniton, que não quis se identificar, disse que ele trabalhava há 15 anos no local. “Muito trabalhador, muito honesto. Era só do serviço para casa. Com certeza foi enganado. Meu filho não mexia com nada de errado não. Eu quero justiça. Quero que os bandidos que fizeram isso com ele tenham que ser punidos. Eles não podem ficar soltos”, disse.

O crime aconteceu no fim da tarde de quinta-feira no Setor Cidade Jardim, na região sudoeste da capital. Dioniton estava a poucos metros do lava a jato quando teve o carro alvejado. No local do crime, os peritos encontraram cápsulas de pistola. A vítima tinha um filho de dois anos e não tinha nenhuma passagem pela polícia.

Duas horas depois do homicídio, os policiais encontraram um carro que pode ter sido usado pelos autores do crime. De acordo com o perito criminal Ricardo Matos, no veículo foram encontradas cápsulas do mesmo calibre das presentes no local do crime.

“Encontramos aqui no veículo cinco cápsulas, lá na cena do crime havia mais, o que indica um número compatível com carregador de pistola semiautomática”, disse.

De acordo com a Polícia Civil, o proprietário do carro que Dioniton dirigia tinha passagens por tráfico de drogas e era foragido da justiça por ameaça.

Anúncios
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário