Garoto de 13 anos que matou menina de 12 para roubar celular é apreendido e diz não estar arrependido 

Na tarde desta segunda-feira (28), Policiais Civis apreenderam o adolescente de 13 anos, sendo ele acusado de ter matado com um tiro uma menina de 12 anos. O crime ocorreu no último dia 22, na Rua Policial Gusmão, Bairro Cuniã, zona leste da Capital.

O menor teria pedido a um amigo um revólver calibre 38 e uma bicicleta, pois estaria sem dinheiro e queria comprar roupas novas para o Natal. Após conseguir o armamento e o veículo, o infrator saiu em busca de uma vítima, e na Rua Policial Gusmão avistou duas garotas, sendo uma a menina de 12 anos e com ela a  irmã de 19 anos, que estava com um bebê no colo.

O adolescente então teria engatilhado a arma e anunciado o roubo, exigindo que a menina lhe entregasse o celular. A vítima então teria pedido para que pudesse ao menos retirar o chip e quando estaria retirando tal item, o suspeito agiu e puxou o celular da mão da menina, vindo a disparar um tiro que atingiu o tórax da vítima. Em seguida, o infrator fugiu tomando rumo ignorado. A vítima chegou a ser socorrida, mas morreu logo após dar entrada da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da zona leste da Capital.

Logo após o crime, o caso foi encaminhado para a Delegacia de Patrimônio, cuja Diretora Drª Rosileide Lima, de imediato deu início aos trabalhos de investigação. Em menos de uma semana a equipe de Policiais Civis conseguiu descobrir o local onde o suspeito residia. Em deslocamento até a casa do menor no Bairro Mariana, os policiais conseguiram lhe localizar e dar a devida voz de apreensão.

De acordo com a Drª Rosileide Lima, durante o depoimento do menor infrator, ele demonstrava tranquilidade e frieza. O pai do menor ficou abismado ao saber dos detalhes do ocorrido e demonstrava um misto de fúria e tristeza ao ouvir os relatos do filho. “Ele era bastante frio, disse que não estava arrependido do crime e que não sentiu nada depois do ocorrido” declara a Drª.

Após o depoimento o adolescente foi encaminhado para o Centro do Menor Apreendido, onde deverá ficar aguardando julgamento. O tio da vítima estava na Delegacia e bastante emocionado.

Anúncios
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário