Gleisi Hoffmann critica imprensa por ‘deturpar’ depoimento de Lula

A senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) disse nesta segunda-feira (15), em Plenário, que está em curso no Brasil uma associação entre o Poder Judiciário e a mídia. Em sua visão, a imprensa decidiu ter o direito de julgar, condenar e absolver, sem a imparcialidade de um juiz. Ela alertou, ainda, para a ocorrência de algumas situações “realmente questionáveis para um Estado democrático de direito e uma democracia como se pretende a brasileira”.

Como exemplo, citou a decisão do juiz substituto da 10ª Vara Federal Criminal do Distrito Federal, Ricardo Augusto Soares Leite, de ordenar o fechamento do Instituto Lula. Na avaliação da senadora, a ação do juiz foi autoritária e arrogante, além de não ter fundamentação legal.

Gleisi Hoffmann também criticou a intenção da imprensa, a seu ver, de “deturpar” o depoimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O propósito seria dar a impressão que, ao ser ouvido pelo juiz Sérgio Moro, Lula teria tentado responsabilizar a esposa, Marisa Letícia, no caso do apartamento triplex, no Guarujá.

Gleisi esclareceu que as explicações de Lula não mudaram. São as mesmas desde antes do falecimento de Marisa Letícia.

— E uma revista de quinta categoria estampa na sua página uma foto de dona Marisa com o título: A dupla morte de Marisa. É escandaloso isso. Falei com o presidente Lula. Ele está processando a revista e tem que processar mesmo. Ela tem que pagar muito caro, e não é a primeira vez que ela vai ser processada. Não respeitaram a Marisa em vida. Aliás, a mataram.

Fonte: agenciasenado

Anúncios
Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Participe do debate. Deixe seu comentário