Governador do RN transfere controle de segurança para o Exército

Com isso, toda a responsabilidade pelas ações das forças estaduais de segurança passa a ser do Exército, que lidera a Operação Potiguar III

O controle operacional dos órgãos de Segurança Pública do estado do Rio Grande do Norte foi transferido para o general de brigada Ridauto Lúcio Fernandes, do Exército brasileiro. O decreto, realizado pelo governador, Robinson Faria (PSD), foi publicado no Diário Oficial do Estado deste sábado (30).

Com isso, toda a responsabilidade pelas ações das forças estaduais de segurança também passa a ser do Exército, que lidera a Operação Potiguar III. A medida vale até o dia 12 de janeiro.

Apesar da presença do Exército, a capital teve uma noite violenta, com assaltos, roubos e confronto armado entre facções criminosas. Como argumento para a transferência do controle operacional, o governador considerou a paralisação das atividades dos policiais militares e civis que gerou “insegurança e transtornos à população do Estado”.

Segundo o ‘G1’, policiais e bombeiros militares do Rio Grande do Norte estão parados desde a última terça-feira (19). Policiais civis trabalham em regime de plantão desde o dia 20 de dezembro. As categorias reivindicam, além de melhores condições de trabalho, o pagamento dos salários e 13º.

A paralisação das polícias gerou uma onda de crimes em várias cidades do estado. Assaltos, arrombamentos e arrastões se repetem diariamente. Em 10 dias, foram registrados mais de 500 casos somente na Grande Natal.

Painel Político, principal fonte de informações políticas de Rondônia. Com noticiário completo sobre economia, variedades e cultura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *