[sparkle_dropcaps style=”sparkle-square”]O[/sparkle_dropcaps]governo chinês anunciou, nesta sexta-feira, que assumiu o controle do turbulento grupo de seguros Anbang, dono do luxuoso hotel Waldorf Astoria, em Nova York. A Comissão de Regulação da Indústria de Seguros da China (Circ) afirmou, por nota, que a Anbang violou os regulamentos de supervisão que “poderia, comprometer seriamente a solvência da empresa”, sem dar mais detalhe.

A Circ também disse que o ex-presidente e principal acionista da empresa, Wu Xiaohui, que enfrenta enfrenta acusações relacionadas a crimes financeiros, foi processado. O executivo foi detido em junho, por levantar fundos de maneira fraudulenta e por abusar de sua posição. O Ministério Público de Xangai disse que o caso de Xiaohui foi enviado ao tribunal de mediação da cidade para ser processado.

Durante a intervenção estatal no Grupo Anbang, que será prorrogada por um ano a partir de hoje, a empresa será administrada por um grupo de funcionários do Circ, pelo Banco Central, por outros reguladores financeiros e entidades governamentais.

“O governo tentará reestruturar os ativos do gigante dos seguros, mesmo mantendo Anbang em operação, de forma a proteger os direitos e interesses dos consumidores e acionistas”, disse a Circ.

A intervenção do governo na Anbang reivindica 1,97 trilhões de yuans (US$ 310 bilhões) em ativos, o que representa um duro golpe para o conglomerado.

Com agências

Anúncios
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário