Governo vai utilizar R$ 18 milhões do Pidise para compra de software
Causou estranheza a publicação na antevéspera de Natal, 23, o aviso de licitação na modalidade Pregão Eletrônico da contratação de serviços de informática para o Governo de Rondônia no valor de quase R$ 18 milhões. O processo administrativo de número 01-2601.000022-0000/2014 trata da aquisição de licenças de software e equipamentos para a ampliação da infraestrutura de processamento, armazenamento e comunicação do Centro Telemático de Dados e Voz da Diretoria Executiva de Tecnologia e Informação e Comunicação (DETI). No valor estão incluídas instalação e garantias dos itens comprados.

Embora não haja irregularidade no aviso, cuja data de abertura é 14 de janeiro, às 11h (horário de Brasília), as empresas alegam não ter tempo hábil para a formalização da proposta, já que muitas, em especial no Sul e Sudeste, dão licença coletiva aos empregados. O certame vai eleger o vencedor através do menor preço global por lote.

A repaginada tecnológica anunciada com empolgação pelo governador Confúcio Moura na posse do segundo mandato, será feita a custo de mais de um endividamento. A fonte de recurso publicada no Diário Oficial do Estado é Operação de Crédito Interna e Externa, ou seja, dinheiro do Programa Integrado de Desenvolvimento e Inclusão Socioeconômica do Estado de Rondônia (Pidise). Os recursos financeiros tomados pelo governo do Estado somam o valor de R$ 450.843.366,00 oriundos do Banco Nacional do Desenvolvimento – BNDES.

Fonte: RONDONIAGORA

Anúncios
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário