Homem é preso após decapitar esposa e sair na rua com a cabeça nas mãos

Corpo de Xia, uma mulher de 28 anos, foi encontrado dentro do apartamento do casal, após sua cabeça ser descoberta em uma lixeira próxima ao imóvel

Um homem está sendo investigado após matar e decapitar a esposa, saindo na rua com a cabeça da mulher nas mãos, na vila de Kangle, na China. Segundo informações do portal britânico Mirror , o homem de 31 anos foi identificado como Zhang, e sua esposa, como Xia, de 28 anos.

As imagens do chinês carregando a cabeça depois de decapitar a esposa foram gravadas por câmeras de segurança, que também flagraram quando Zhang jogou a parte do corpo em uma lixeira nas proximidades. Aparentemente calmo, ele está acompanhado por outro homem e passa por diversas pessoas em seu caminho, sendo que nenhuma delas expressa espanto pela ação do acusado.

Um agente da vigilância sanitária encontrou a cabeça e acionou a polícia, que abriu um inquérito para apurar o caso. Dessa forma, foi descoberto que os dois são nativos da província de Hebei, no norte da China, e que o corpo de Xia estava dentro do apartamento do casal.

Zhang foi preso acusado de homicídio e as autoridades acreditam que tudo aconteceu durante uma “briga violenta” entre o casal. As investigações ainda estão em curso.

Preso por decapitar amante na Índia

Em outro caso de feminicídio, um homem casado foi preso após matar sua amante por suspeita de traição. O indiano Pritesh Patel, de 30 anos, cortou a cabeça da dançarina e modelo Jyoti Surjeet Singh com uma foice . A motivação para o crime brutal de feminicídio, segundo o agressor, teria sido um suposto namoro que ela teria engatado com outro rapaz.

O assassinato aconteceu na Índia , na fazenda de Patel, que fica na Vila de Timba, no estado de Gujarat. Embora seja casado, o homem passou a se relacionar com Singh, que se tornou sua amante após alguns encontros. Eles se conheceram em um bar em que Jyoti trabalhava como dançarina.

Após a chegada de Jyoti na fazenda, dia 2 de janeiro, o homem começou a se comportar de maneira violenta e possessiva, afirmando que “ela teria o traído”. A mídia local informou que depois de matá-la, Patel fugiu da cena do crime. Durante o interrogatório, o acusado disse à polícia indiana que “gastou muito dinheiro com a amante”.

Segundo os policiais, o relacionamento de Patel com sua esposa se tornou distante ao longo de seu envolvimento com a vítima. É importante mencionar que as investigações continuam e que Pritesh Patel não confessou assassinar ou decapitar a mulher.

Fonte: ig

Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *