Homem é preso por alertar sobre blitz policial no WhatsApp

O comerciante foi liberado por não possuir antecedentes criminais e responderá em liberdade por atentar contra a segurança

Um comerciante do município de Novo Hamburgo, no Rio Grande do Sul, foi parar na cadeia por uma atitude relativamente comum. Nesta semana, o homem foi detido após alertar em um grupo do WhatsApp sobre a realização de uma blitz da Polícia Militar na cidade.

O vendedor de cachorro-quente no bairro São Jorge, enviou mensagens pelo aplicativo assim que percebeu a movimentação dos policiais na região. “Novamente barreira”, “avisarei quando forem embora”, teria escrito o homem, noticia o Yahoo.

A mensagem acabou chegando até um policial militar, que a repassou o texto para os colegas de profissão que estavam trabalhando. O comerciante foi identificado e encaminhado à delegacia, onde foi detido em flagrante por atrapalhar o trabalho da polícia, como descrito no artigo 265 do Código Penal.

O celular foi apreendido como prova. O comerciante foi liberado, por não possuir antecedentes criminais. Ele responderá em liberdade por atentar contra a segurança e a pena máxima para o crime é de cinco anos de reclusão.

Fonte: noticiasaominuto

Anúncios
Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Participe do debate. Deixe seu comentário