Homem que aplicou golpes em Rondônia é procurado em 4 estados

Um homem suspeito de praticar golpes e usar nomes falsos é procurando pela Polícia Civil de quatro Estados. Com os nomes de Célio Domingos da Silva, Maxsuel Domingos da Silva, Maxsuel Nogueira da Silva, Célio Nogueira da Silva, Mozaniel Domingos da Silva, Juracy ou Juraci Aparecido da Silva e Célio Barra, o suspeito já fez vítimas em Rondônia, Maranhão, Goiás e Mato Grosso.

O golpista chegou a ser preso em Vilhena, Rondônia, no dia 28 do mês passado usando o nome de Célio Domingos da Silva. Ele estava com uma motocicleta que havia sido furtada em Juína (MT). Na cidade mato-grossense, o suspeito se apresentou como Maxsuel Nogueira da Silva e se passou por técnico de escolinha de futebol. Ele arrecadou cerca de R$ 10 mil de empresários do município e, em seguida, sumiu.

Na cidade de Colorado do  Oeste (RO), o estelionatário aplicou golpes em idosos ao dizer que era funcionário da Previdência Social. Ele procurava aposentados e dizia que o pensionista tinha dinheiro para receber do INSS, no valor de R$ 1,6 mil, mas que para dar entrada no pedido teria que adiantar pagamento de R$ 300. A vítima se mostrava interessada e quando ia buscar o dinheiro, o golpista roubava o que ela tinha na carteira ou em casa.

Em Rondônia, há oito registros de idosos que perderam entre R$ 600 e 1,5 mil, somente nas cidades de Colorado do Oeste e Cabixi, totalizando cerca de R$ 7 mil. As cidades de Vilhena e Cerejeiras, em Rondônia, também registraram casos com a mesma forma de atuação do suspeito.

De acordo com a polícia de Rondônia, em pesquisa nos institutos de identificação não foram encontradas identidades nos nomes utilizados. “No entanto constatamos que ele utiliza vários nomes em diversas cidades onde aplica golpes”, disse o agente de polícia, Marcos Brito, da delegacia de Colorado. A foto do suspeito foi encaminhada para unidades da Polícia Civil de Mato Grosso e outros Estados por onde teria feito vítimas. Ele possui mandados de prisão preventiva em Colorado do Oeste (RO), Jussara (GO) e em Canarana (MT) pelo crime de estelionato, onde também tem condenação por furto e roubo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *