Incêndio na Sibéria matou 41 crianças; Putin denuncia negligência

De acordo com fontes oficiais, o centro comercial não respeitava as normas de segurança

Ao menos 41 crianças faleceram no incêndio do último domingo (25) que matou 64 pessoas em um shopping center de Kemerovo, na Sibéria, uma tragédia que o presidente Vladimir Putin atribuiu à “negligência”.

“Na lista de mortos estão os sobrenomes de 41 crianças”, afirmou à agência Ria Novosti uma fonte dos serviços de emergência da região de Kemerovo. De acordo com a mesma, o balanço oficial preliminar é de 64 mortos.

O presidente russo viajou nesta terça-feira a Kemerovo e depositou flores no local da tragédia e respeitou um minuto de silêncio. Depois, ele visitou os feridos em um hospital da cidade. Em uma reunião com autoridades locais e nacionais, Putin denunciou “uma negligência criminal”.

“Falamos de demografia e perdemos tantas pessoas. Por quê? Por negligência criminal, por descuido”, afirmou Putin durante a visita a Kemerovo, cidade da Sibéria Ocidental. “O que aconteceu aqui não foi uma hostilidade, não foi uma explosão de metano em uma mina. As pessoas estavam aqui para relaxar. Havia crianças”, completou o presidente.

De acordo com fontes oficiais, o centro comercial não respeitava as normas de segurança. Investigadores e testemunhas afirmam que as saídas de emergência estavam trancadas e não foram ouvidos alarmes de advertência aos clientes do shopping no início do incêndio.

Fonte: diariodepernambuco

 

Anúncios
Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Participe do debate. Deixe seu comentário