Jirau fica inadimplente em acerto do setor elétrico por pedir parcelamento

A coluna Radar da Rebista Veja informa que o calvário da usina de Jirau continua. A Energias Sustentáveis do Brasil (ESBR), responsável pelas obras, está na lista de inadimplentes da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE). Como sanção, deve sofrer ajustes para baixo no montante que pode vender no mercado.

[su_frame align=”right”] [/su_frame]A usina não depositou as garantias para fazer o acerto de contas do setor elétrico referente a novembro, que será liquidado nos próximos dias 11 e 12.

Paralisadas desde outubro, essas liquidações foram finalmente retomadas neste mês, após boa parte das hidrelétricas toparem um acordo com o governo para minimizar as perdas com a energia que não foi gerada por conta da prioridade dada ao despacho térmico.

Conforme antecipou o Radar, Jirau aderiu ao acordo, mas pediu a Aneel o parcelamento do que deve. De acordo com a usina, ao desistir de ações judiciais que a livraram do pagamento, passaria a dever 375 milhões de reais. No acerto previsto para este mês, contudo, esses valores não entram – a CCEE só colocou na conta o que não está protegido por liminar.

Anúncios
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário