Jovem é preso e confessa ter matado o pai para ‘purificá-lo’

Maurício Majella Moura, de 54 anos, foi morto a facadas. O corpo foi encontrado na manhã desta segunda-feira em avançado estado de decomposição em uma casa

O homem que matou o próprio pai no Bairro São Geraldo, na Região Leste de Belo Horizonte, foi preso pela Polícia Civil na manhã desta segunda-feira. Matheus Moura de Freitas, de 21 anos confessou o crime e disse ter sido “possuído” por uma entidade e que o fez matar Maurício Majella Moura, de 54, para purificá-lo. O crime, segundo o boletim de ocorrência da Polícia Militar (PM), teria acontecido há mais de quatro dias. [su_frame align=”right”] [/su_frame]

O assassinato foi descoberto nesta manhã depois que outro filho da vítima notou um cheiro forte vindo da casa do pai. Além disso, estranhou o sumiço dele, que não fazia contato há nove dias. O homem pulou os muros do imóvel, quebrou o vidro de uma janela e avistou Maurício caído no chão já sem vida. Por causa disso, acionou a PM.

O corpo estava em avançado estado de decomposição e com marcas de ferimentos na região da costela. A perícia da Polícia Civil afirmou que o assassinato foi cometido, possivelmente, com uma faca há pelo menos quatro dias. O cadáver foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Belo Horizonte.

No mesmo terreno da casa do pai, morava Matheus. O irmão dele contou que o jovem tem problemas psicológicos e que tinha desavenças constantes com o pai, que chegou a relatar medo aos familiares. Ao ser questionado pelos policiais militares, o suspeito afirmou que não tinha contato frequente com o pai e que o tinha visto a última vez há nove dias. Sobre o cheiro forte, contou que não sentiu, pois utiliza incenso em sua residência.

Pouco tempo depois, ele foi levado para a delegacia por policiais de plantão do Departamento de Investigação de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). No local, segundo a Polícia Civil, confessou ter matado o próprio pai, e disse que uma entidade teria “entrado” em seu corpo. O delegado Emerson Morais, responsável pelo caso, vai passar mais informações sobre o caso em uma coletiva de imprensa nesta tarde.

Com informações do site EM

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *