Juiz preso por extorquir dinheiro de empresário recebe aposentadoria de R$ 52 mil

O juiz Gersino Donizete do Prado, que era da 7ª vara de São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, está preso na capital desde o início do mês acusado de extorquir dinheiro de um empresário 170 vezes, segundo informou o SP2 nesta segunda-feira (23). Mesmo preso, ele recebe aposentadoria de mais de R$ 52 mil.

A denúncia denúncia de extorsão de dinheiro foi feita pela Procuradoria Geral de Justiça. Em 2015, o Tribunal de Justiça determinou a aposentadoria compulsória do juiz, alegando que as faltas cometidas por ele eram gravíssimas no que diz respeito a recebimentos de vantagens e benefícios de empresa privada.

A defesa de Gersino Donizete do Prado não quis se manifestar. Enquanto durarem os recursos, o juiz deverá continuar recebendo o salário da aposentadoria, que em agosto deste ano foi de mais de R$ 52 mil líquido.

De acordo com o SP2, o empresário José Roberto Ferreira Rivielo tinha uma empresa que fabricava peças para carros. Quando o negócio ameaçou quebrar, ele entrou com um pedido de recuperação judicial para não ir a falência. O empresário disse que o juiz aceitou o pedido, mas, em troca, exigiu colaborações que começaram em R$ 1 mil e chegaram a R$ 4 mil, R$ 5 mil por semana.

“Era um homem muito fino. Dei relógios caros, dei relógio de R$ 20 mil, de R$ 12 mil, de marcas conhecidas. Dei colar de esmeralda no aniversário da mulher dele”, relatou o empresário.

A condenação de Gersino Donizete foi de 8 anos e 4 meses de prisão em regime fechado, mas a pena foi convertida para o semi-aberto, que é quando o preso trabalha durante o dia e dorme no presídio a noite. Por enquanto, o juiz continua no regime fechado porque ainda não apresentou um trabalho fixo.

Fonte: g1/sp

Anúncios
Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Participe do debate. Deixe seu comentário