Léo mostra propostas e conquista eleitores em debate

“Não devemos criar muros e sim pontes”, afirmou o candidato 14, Léo Moraes, durante o evento

“Eu estava indecisa, pensando em quem iria votar nesse segundo turno, mas depois do debate eu vou ficar com o Léo, achei que ele foi melhor”, conta dona Juraci Rodrigues, aposentada de 65 anos e moradora do bairro Areal. Ela traduz o posicionamento de vários eleitores portovelhenses após o debate promovido na noite desta sexta-feira (07), pela TV Meridional (BAND/RO) que conheceram mais propostas de Léo para gerir a capital.

De acordo com o bacharel em direito, Sebastião Lopes, Morador do Bairro São João Bosco cada tema do candidato 14 foi muito bem explorado conseguindo repassar com clareza o que pretende fazer e o caminho a percorrer. “Este é um momento de decisão onde devemos escolher o que é melhor para a nossa cidade”, afirmou o funcionário público aposentado. Um público que vem crescendo entre os eleitores de Léo Moraes e que representam cerca de 30% do total da capital, com 97 mil cidadãos que possuem idade entre 45 e 69 anos.

Carisma

Além de um plano consistente Léo vem conquistando seu eleitorado pela forma carismática que trata a população. “O Léo demonstra um diferencial muito importante para quem almeja ser gestor público, uma sensibilidade com gente, um cuidado com as pessoas, não tem como você administrar um município se você não tem jeito com gente, e esse é o grande diferencial do candidato Léo Moraes que deixou isso muito claro e com muita segurança” avalia o advogado Marcio Nogueira.

O debate é uma oportunidade dos dois candidatos fazerem suas propostas. “No primeiro Turno com sete candidatos fica difícil do eleitor avaliar, já no segundo, o cara a cara facilita para o eleitor escolher”, explica o Deputado Estadual Aélcio da TV. “A partir desse debate é que tudo vai se iniciar, eu achei que foi interessante, gostei muito do debate, do nível e das propostas, a população merece”, afirma.

Compromisso

“A política é lugar dos bons, dos responsáveis, dos competentes” ressaltou Léo durante o debate, lembrando que gerar austeridade e economia com o dinheiro público é um dos seus pilares administrativo. Para isto Léo afirmou que será necessário findar os contratos que possuem valores altos e trabalhar estes recursos para investir em creches e postos de saúde. “Eu quero deixar aqui registrado que existe dinheiro, o que falta é gestão”, assegura.

Sobre governar sozinho, Léo é enfático ao afirmar que irá precisar de todas, inclusive das autoridades investidas por Deus. “Precisamos do apoio de todos, ninguém governa sozinho. Nós estamos vendo o que Porto Velho tem passado, esta estagnação, omissão e descaso. Imagina ir para o posto de saúde e ele não estar aberto”, lembrando que este é um dos diversos problemas denunciado pelo candidato ao longo de sua campanha.

Anúncios
Painel Político, principal fonte de informações políticas de Rondônia. Com noticiário completo sobre economia, variedades e cultura.

Participe do debate. Deixe seu comentário