Loja norte-americana lança jeans que recarrega iPhone

O bolso para recarga funciona com um cabo de USB conectado a uma bateria portátil, que deve ser comprada por mais US$ 49 (R$ 170)

O loja de calças Joe’s Jeans lançou uma linha chamada #Hello para resolver dois problemas recorrentes de mulheres que têm iPhones: falta de bateria e bolsos pequenos demais os celulares.

[su_frame align=”right”] [/su_frame]

O bolso para recarga funciona com um cabo de USB conectado a uma bateria portátil, que deve ser comprada por mais US$ 49 (R$ 170)
O bolso para recarga funciona com um cabo de USB conectado a uma bateria portátil, que deve ser comprada por mais US$ 49 (R$ 170)

As calças, que custam a partir de US$ 189 (aproximadamente R$ 655), têm um bolso especial na parte de trás para colocar o smartphone. Além disso, a peça vêm com um carregador. Os jeans servem àquelas que têm iPhone 5, 5S ou 6. O modelo 6S não cabe no compartimento especial.

O bolso para recarga funciona com um cabo de USB conectado a uma bateria portátil, que deve ser comprada por mais US$ 49 (R$ 170). O mais importante é se lembrar de tirar o acessório antes de por a calça para lavar.

O objetivo da linha da Joe’s Jeans é que não seja necessário levar carregador do iPhone para todos os lugares nem usar as capinhas enormes para recarga. No entanto, ainda não se sabe se os jeans são realmente eficientes. Dependendo do quanto o celular é usado, a bateria extra não é suficiente: ela recarrega os modelos 5 e 5S até 85% e o 6 até 70%.

A empresa não é a primeira a criar calças pensadas para iPhones. A I/O Denim fez jeans com bolsos de recarga na perna esquerda, entre o quadril e o joelho, para todos os celulares com 4,8 polegadas ou menos, o que inclui dispositivos como o Galaxy S.

Anúncios
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário